“Gossetelícia”, o milagre do Natal

dezembro 13, 2007

gossetelicia.jpg

Recentemente conversei com o Maurício Fogaça, grande amigo e mestre dos vinhos, para saber onde encontro as barganhas para as festas de final de ano. Contei que também queria muito comprar uma garrafa de Champagne para o Ano Novo. Só que uma garrafa custa a partir de 150 reais, em média. Não tem milagre… exceto aquele do Natal.

O cara lá de cima também dá asas a quem sabe voar. E o Mau foi o lucky man da vez. No sábado foi a um mercadinho de bairro, na 13 de Maio, tão simples que a placa diz apenas “Supermercado”. E lá, no meio das garrafas de Don Peterlongo, encontrou uma… apenas uma única garrafa de Champagne Gosset.

Poucos dias antes, ele conta que havia recebido o catálogo da importadora Expand. Estampada na capa estava a promoção do tal Gosset de 198 por 177 reais. Sim… é uma promoção.

“O preço estava virado, mas resolvi passar no caixa para ver”, lembra o Mau no ‘Supermercado’ do Bixiga. E então, na boca do caixa, tirou a dúvida:

“Champagne francesa Gosset – R$ 36.”

Maurício me contou essa história ao telefone, antes de beber a garrafa de Champagne mais barata do mundo. Pedi para ele me dizer o que tinha achado da bebida mágica e, no domingo, recebo um e-mail do Mau com o título: “Gossetelícia”. Aqui vai:

“Eu arrisco a dizer que o champagne Gosset foi, talvez,… o melhor VINHO que já tomei da minha vida!!!!!!!!
Vc reparou que escrevi VINHO e não Champagne?
Vale cada centavo (ainda mais quando se paga R$ 36)
Meu, pensando bem, acho que vou lá no SUPERMERCADO para dar uma grana ao dono. Foi injusto! Foi muito injusto eu tomar um vinho dessa qualidade por R$ 36.
Vou voltar lá. Perguntar se tem mais. Porque é muuuuuito phoda. Bom demais!
Vou comprar de novo. Pena que custa R$198 na Expand. :-(”

Este é praticamente um episódio do ‘Além da Imaginação’, mas existem barganhas nem tão milagrosas no mercado. A Dani Moreira encontrou na web uma avaliação feita pela Pro Teste com 24 vinhos brancos finos secos de até R$ 36 – o mesmo preço do Gosset do Maurício. A ONG de defesa do consumidor avaliou oito rótulos brasileiros, oito argentinos e oito chilenos.

O teste, que contou com a opinião de sommeliers e consumidores elegeu o vinho chileno Santa Alicia Chardonnay 2005 (R$ 13,90) como “O melhor do teste” e o argentino Angaro Chardonnay 2006 (R$ 12,60) “A escolha certa”. O Casillero del Diablo, por exemplo, foi condenado por apresentar um teor de açúcar acima do aceitável para um vinho branco seco.

Anúncios

5 Responses to ““Gossetelícia”, o milagre do Natal”

  1. Renata Says:

    Gents. Preciso compartilhar uma coisa com vocês. Não sou dessa “frescura” (perdão ai, povo) de identificar o vinho espumante pela região de procedência, mas tenha dó: os garçons de um desses almoços de final de ano passava pelos convidados perguntando se eles queriam uma taça de prosecco. Neguei diversas vezes, até olhar o rótulo. Cara, era Moet Chandon!!! Fala sério? Que crime chamar uma Moet Chandon de prosecco. Nenhum preconceito nesse mundo. Adoro prosecco, champanhe, espumante, whatever. Mas os caras da “firma” gastando a maior grana pros garçons desconsiderarem dessa forma?? Como disse a Braun, é “Mó Chandon aê”.

    PS.: Alguém se lembra de uma pessoa que uma vez se referiu ao prosecco como “champanhe de pobre”? Cada coisa que a gente tem de escutar…
    PS2.: Mau, tadinho do cara do supermercado. Realmente, você foi sortudo!!

    Curtir


  2. Oi Dani, prazer conhecer hoje e muito bom ouvir esse post inteiro ao vivo! 😉

    Ah, meu blog: http://www.nao2nao1.com.br

    Abração,

    Gu

    Curtir


  3. […] Após assumir meu “Lado B”, assim como outros blogueiros-jornalistas que estavam no evento, logo fui recebida com uma taça do leve, equilibrado e refrescante Taittinger Brut Reserve (R$ 198). Bom… Vale ressaltar que todo o jantar foi harmonizado com ‘vinhos top’, da importadora Expand e nesse quesito, o único argumento que harmoniza com seu bolso é o que se pode chamar de ‘preço da felicidade’. E champagne é uma bebida cara, não tem meio termo, só meia garrafa ou… Milagre de natal. […]

    Curtir


  4. […] de olho em alguma promoção de champagne, mas não tem milagre (exceto o milagre de Natal do Maurício). No free shop encontrei Moet & Chandon por US$ 59, mas na volta já estava […]

    Curtir


  5. […] Na entrada fomos recebidos com o refrescante e suave champagne Gosset (na hora me lembrei do Gossedelícia, o milagre natalino do amigo Maurício), queijos e frutas secas. Harmonização de Renato Machado: […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: