A marguerita de massa finíssima da Napoli Centrale, nova integrante da área de alimentação do Mercado Municipal de Pinheiros.

A marguerita de massa finíssima da Napoli Centrale, nova integrante da área de alimentação do Mercado Municipal de Pinheiros.

A pizza de massa finíssima da Napoli Centrale, aberta em junho, é mais um bom argumento para visitar o Mercado Municipal de Pinheiros. Estive por lá na semana passada para experimentar a pizza, mas antes dei uma passada pelo Mocotó Café, que faz parte da nova fase do mercado, ao lado da pioneira Comedoria Gonzales.

Porção de torresmos crocantes e irresistíveis do Mocotó Café.

Porção de torresmos crocantes e irresistíveis do Mocotó Café.

Difícil resistir à porção de lindos torresmos na vitrine, que vão bem com a cerveja extra clara da Bamberg (R$ 12). Também precisei apresentar à uma amiga os dadinhos de tapioca com molho agridoce picante. E aí a gente acabou dividindo um baião de dois com carne de panela, farofa e vinagrete (R$ 26).

O forno italiano da Napoli Centrale, de onde saem as pizzas certificadas como 'veramente napolitanas'.

O forno italiano da Napoli Centrale, de onde saem as pizzas certificadas como ‘veramente napolitanas’.

Mas e a pizza? Também teve. As pizzas individuais da Napoli têm ingredientes e modo de preparo certificados pela Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN). Fiquei impressionada com a massa de fermentação lenta tão delicada.

Pizza frita de calabresa na cachaça é outra opção do cardápio.

Cardápio inclui pizzas fritas como a de calabresa na cachaça (R$ 18).

Provei a mais napolitana de todas: Marguerita com molho de tomates suave, fatias de queijo dispostas com parcimônia e folhas frescas de manjericão (R$ 20). Simples, leve e deliciosa. O cardápio inclui pizzas fritas como a de calabresa na cachaça (R$ 18) e entradas, como pão de calabresa (R$ 8, a fatia) e os bolinhos de arroz (arancini). Só achei que a IPA da Porco Loco Cervejeiros (R$ 14) é too much para a leveza da pizza. Talvez seja mais bacana com os bolinhos. A casa também oferece vinhos em taça.

Pizza do mês da Napoli Centrale, a partir de quinta (18/8) tem mascarpone, pancetta, cogumelos e ovo estrelado. Foto: Facebook/Napoli Centrale

Pizza do mês da Napoli Centrale, a partir de quinta (18/8), tem mascarpone, pancetta, cogumelos e ovo estrelado. Foto: Facebook/Napoli Centrale

A pizza do mês merece outra visita. Quando estive por lá, era de peras e gorgonzola, mas o sabor mudou na última quinta-feira (18/8). Agora, a combinação é de queijo mascarpone, pancetta, cogumelos Portobello e um ovo de gema mole no meio. Quero.

Mercado de Pinheiros tem boxes com produtos de regiões como Cerrado, Pampas e Amazônia.

Mercado de Pinheiros tem boxes com produtos de regiões como Cerrado, Pampas e Amazônia.

E depois do almoço duplo, bora pro andar térreo, onde estão as bancas de hortifruti, empórios e, desde março, três boxes com produtos de cooperativas da Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pampas. No box da Central do Cerrado, me encantei com a geleia de umbu, doce e azedinha, e com a pasta de pequi, que vai bem no arroz, frango e até com torradinha. E se for comprar castanhas e grãos, minha dica é o box Truques da Vovó, que tem boa qualidade e variedade.

Mercado Municipal de Pinheiros
Rua Pedro Cristi, 89 – Pinheiros, São Paulo – SP
Horários: Segunda a sábado das 8h às 18h

Mocotó Café
Rua Pedro Cristi, 89 – Box 62/63
Tel.: (11) 3031-7932
Horários: Segunda a sábado das 8h às 17h

Napoli Centrale
Rua Pedro Cristi, 89 – Box 84
Tel.: (11) 3031-1689
Horários: Segunda a sábado das 10h às 20h

Truques da Vovó
Rua Pedro Cristi, 89 – Box 1B
Tel.: (11) 3031-6800
Horários: Segunda a sábado das 8h às 18h

O picante Tantan Lamen é uma das especialidades do Momo Lamen, na Liberdade

O picante Tantan Lamen é uma das especialidades do Momo Lamen, aberto em junho, na Liberdade.

O Momo Lamen é o mais recente endereço de lamens e udons, na Liberdade, em São Paulo. A casa de três andares, aberta em junho pelos mesmos donos da loja de produtos orientais Marukai, aposta nas massas feitas no local para atrair clientes que fazem fila na porta de vizinhos adorados como Aska, Lamen Kazu entre outros.

Veja também: Três dicas quentes de lamen para você abraçar em São Paulo

O tradicional shio lamen simples (R$ 27). Casa aposta em massas caseiras.

O tradicional shio lamen simples (R$ 27). Casa aposta em massas caseiras.

O inverno ainda está aí chamando a gente para um tradicional shio lamen. No Momo, a massa bem leve é servida em um caldo suave, à base de frango e porco. A versão básica do shio (R$ 27) vem com broto de bambu, ovo cozido com gema dura (ao contrário da gema molinha de outras casas, que prefiro), broto de feijão, alga, cebolinha e uma fatia de copa lombo derretendo. Se quiser com quatro fatias de copa, o prato sai por R$ 33.

Frango frito (karaague) e pão cozido recheado de frango ou carne (...) são opções de entrada.

Frango frito (karaague) e pão cozido recheado de frango ou carne (nikuman) são opções de entrada, além do guioza.

Entre as especialidades da casa está o Tantan Lamen, com molho de gergelim bem picante e supersaboroso. Acompanha carne de porco moída, broto de feijão, acelga chinesa e cebolinha. Diz o garçom que os clientes suam a camisa, mas a maioria encara o Tantan sem deixar rastros.

Balcão no terceiro andar da casa, que abre diariamente.

Balcão no terceiro andar da casa, que abre diariamente.

Vale experimentar também as entradinhas como o frango frito (karaague), servido com um pedacinho de limao siciliano (hummm), e a porção de nikuman (pão japonês recheado de frango ou porco e cozido no valor), que custa R$ 15.

Quando estive por lá, na última quinta-feira à noite, o salão estava bem tranquilo, os pedidos chegaram rápido e a equipe foi bem atenciosa. Outra boa notícia é que a casa abre todos os dias para o almoço e para o jantar.

Momo Lamen
Rua dos Estudantes, 34, Liberdade, São Paulo – SP
Tel: (11) 3207-5626
Horários: Diariamente das 11h às 15h e das 18h às 22h

A fila na porta do badalado Jojo Ramen, aberto no começo de maio, no Paraíso, é um exemplo de como o lamen vem encantando os paulistanos. Aqui no Braun Café, com a ajuda do amigo expert Edgard Kanamaru, vamos falar de três casas mais recentes dedicadas a esse prato tão querido dos japoneses.

Veja também: 8 dicas de lamen e udon para se esquentar em SP

2nd Floor Noodle Bar

O '2nd floor lamen' tem pancetta e ovo pochê bem molinho.

O ‘2nd floor lamen’ tem pancetta e ovo pochê bem molinho.

O andar superior de uma casa, em uma região tranquila da Vila Mariana, dá nome ao restaurante aberto há pouco mais de um ano por uma turma simpática de jovens chefs. O salão descolado atrai clientela jovem e tem rock clássico na playlist. No cardápio, o pessoal reforça que trabalha com três caldos feitos artesanalmente, e sem conservantes, para compor as receitas. O resultado é evidente no saboroso prato de lamen, que leva o nome da casa (R$ 35), com caldo a base de shoyu, copa de lombo, pancetta, ovo pochê bem molinho e interessante variedade de algas.

Pãozinho Bun recheado de kimchi, pancetta e cebolinha é ótima opção de entrada no 2nd Floor Noodle Bar.

Bun recheado de kimchi, pancetta e cebolinha é ótima opção de entrada.

A cozinha inclui outros clássicos quentes como udon, domburi e tonkasu karê. Na entrada, peça os buns, pãezinhos macios feitos no vapor com recheios como o de kimchi e pancetta (dois por R$ 23). É um sucesso e vai bem com uma cervejinha (a witbier Or  Blanc Terezópolis sai por R$ 21). Na próxima quero provar as ‘korean ribs’ ao som de Queen e Aerosmith.

Jojo Ramen

Chio Ramen do Jojo com carne de porco finalizada na grelha e caldo bem saboroso.

Ramen Jojo com carne de porco finalizada na grelha e caldo bem saboroso.

Na primeira colherada você conclui que a espera de uma hora, em plena segunda-feira, valeu a pena. O caldo, bem temperado, tem um leve defumado das finas fatias de carne de porco finalizadas na grelha e a saborosa gordurinha aparente da carne de frango. A massa, que leva farinha de tapioca, é leve e delicada. O Ramen Jojo Shio (R$ 32) acompanha algas, broto de bambu e ovo curtido com gema macia. Uma explosão de sabores. Para beliscar, peça o ‘Kimuchi’,  acelga picante de origem coreana (R$ 4) e o Tsukudani (R$ 4), alga curtida com peixe. A cerveja Original de 300 ml sai por R$ 12.

Para beliscar: kimchi (ao fundo) e alga curtida com peixe (tsukudani).

Para beliscar: kimchi (ao fundo) e alga curtida com peixe (tsukudani).

Os sócios da casa investiram no conceito e importaram um chef do Japão para compor a receita, mas a maioria dos ingredientes é local. Não é à toa que encontramos a turma do 2nd Floor e o mestre Masanobu Haraguchi, do Ban, esperando para conferir a novidade. Legal o app da casa para você acompanhar a espera pelo smartphone. Dá tempo de tomar uma witbier no barzinho ao lado, o Açaí Burguer, e relaxar até chegar a sua vez.

Lamen Açu

O reconfortante Shio Lamen, do Lamen Açu.

O reconfortante Shio Lamen, do Lamen Açu, na versão com caldo de frango.

Esta casa de lamen abriu há menos de dois meses, perto da saída do Metrô Praça da Árvore e já tem uma pequena fila formada, basicamente, por moradores da região. Vale a pena esperar para comer o lamen servido no simpático restaurante. Prove o Shio Lamen (R$ 25), caldo temperado com sal. Pedi para trocarem o caldo de porco, que consta no cardápio, pelo de frango, que é consistente e saboroso.

Porção de guioza do Lamen Açu é boa pedida de entrada.

Porção de guioza do Açu é ótima entrada. Prove também a berinjela grelhada.

O macarrão, que não é feito na casa, é bem trabalhado e forma uma refeição reconfortante com os toppings chassu (fatias de carne de porco), cebolinha e vegetais. Nestes dias frios vale por um abraço. Se a fome for grande, vale pedir, de entrada, a berinjela grelhada (R$ 16), sem falar do saboroso guioza (R$ 16 a porção com seis). Além de lamen, a casa oferece pratos em formato de teishoku (de R$ 25 a 35).

2nd Floor Noodle Bar
Rua Leandro Dupret, 980 – Vila Clementino
Tel.: (11) 94163-6593

Terça a Sábado das 19h às 22h30.
Não aceita cartões de crédito (Só débito ou dinheiro)

JoJo Ramen
Rua Dr. Rafael de Barros, 262 – Paraíso
Tel.: (11) 3279-5005

Segunda a Sábado das 18h30 às 22h.
Aceita cartões.

Lamen Açu
Rua Guaraú, 120 – Metrô Praça da Árvore.
Tel.: (11) 5589-9124
Terça a Domingo das 11h às 14h30 e das 18h às 21h30.
Aceita cartões e não cobra 10% de taxa de serviço.

O Poderoso Chuletão

abril 24, 2016

'Chuletão', vinagrete e porção generosa de arroz, fritas e farofa no Esquina Grill do Fuad.

‘Chuletão’, vinagrete e porção de arroz e fritas no Esquina Grill do Fuad.

O Braun Café completa dez anos (Aeee!) e lugares como o Esquina Grill do Fuad são do tipo que eu gosto de indicar (bons, bacanas e amigos do bolso). Este bar e restaurante clássico da Santa Cecília, é uma ótima opção pra quem quer comer uma bela carne, sem gastar muito. Já faz um tempão que fiquei sabendo do Fuad (dica da amiga Flávia) até que, finalmente, topei com ele dando um rolê pelo bairro, no sábado passado.

Carne macia, no ponto certo, chega à mesa causando na chapa.

Carne macia, no ponto certo, chega à mesa causando na chapa.

O poderoso Chuletão foi a escolha para o almoço para dois. A carne macia e no ponto certo chega à mesa causando na chapa quente. Custa R$ 52,80 serve muito bem duas pessoas, acompanha molho da casa levemente picante, farofinha e um bom vinagrete com tomates verdes (adoro).  Vale pedir uma cesta de pão francês fresquinho (R$ 1) pra arrematar.

Se quiser uma porção bem generosa de fritas e arroz (e mais farofa), o Chuletão à Brasileira sai por R$ 67. Mas achei que vale mais a pena a porção simples.

A esquina da Imaculada Conceição com a Martin Francisco também é popular no happy hour. No cardápio você encontra a Picanha à La Ronaldo (“Bem Gorducha!”, reforça o anúncio com a foto do ex-jogador), filé à cubana e os saudosos espetos mistos das antigas. Tem razão a amiga Flávia, que sempre dizia: “Você tem que ir no Fuad!”. Demorou, mas valeu. Você tem que ir.

Esquina Grill do Fuad
Rua Martin Francisco, 244 – Santa Cecília – São Paulo (SP)
Tels.: (11) 3666-4493/3825-1031

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

Tá corrido? Tá. Então a dica é o ‘Menu Guapa’, um combo de empanadas e salada do La Guapa, a casa de empanadas artesanais da chef argentina Paola Carosella. Os sabores e a qualidade são ótimos, o preço é honesto (R$ 24) e o esquema é saudável. Isso se você escapar da sobremesa.

Combo do La Guapa tem duas empanadas e salada farta com fatias de queijo Canastra.

Menu Guapa tem empanadas e salada orgânica com fatias de queijo Canastra.

São dois sabores à escolha do freguês. Como a Paola é jurada do MasterChef Brasil, você tem um desafio: escolher entre os oito convidativos recheios disponíveis (muitos vegetarianos, inclusive). Eu geralmente peço três porque tenho uma Magali Inside. Minhas favoritas, até agora, são as de frango caipira (frango livre, ressalta o cardápio), a clássica salteña (carne, azeitonas, ovo e batata) e a vegana (massa de quinoa com recheio de espinafre, abóboras e nozes).

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas e queijo)

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas picantes e queijo).

A salada é guapa e deliciosa: alface, radicchio, tomatinhos orgânicos, amêndoas, fatias generosas de queijo da Serra da Canastra e um suave molho com azeite dando o toque final.

O cardápio gravado na parede do La Guapa, inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

O cardápio gravado na parede inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

Enquanto espero meu pedido, na loja do Itaim, fico lendo o cardápio pintado na parede. Se continuar a leitura você também encontra algumas provas de fogo: sorvete de doce de leite, alfajor da casa e o tabletón (mil folhas com limão siciliano, cacau em pó e recheio de doce de leite servido com chantilly de baunilha e cachaça). Se não der pra resistir, tudo bem. Pensa que você vai comer salada antes.

O La Guapa tem endereços no Itaim e nos Jardins, mas vi que eles também estão no iFood.

La Guapa – Empanadas Artesanais e Café
Rua Bandeira Paulista, 446 – Itaim
Tel.: (11) 3079-2631

Al. Lorena, 1731 – Jd. Paulista
Tel.: (11) 4116-4364

https://www.facebook.com/laguapaempanadas/

'Gaiamum' cozido com cebola e coentro, no restaurante Guaiamum Gigante, em Boa Viagem

O delicioso guaiamum cozido, no Guaiamum Gigante, em Boa Viagem

Recife é uma cidade cheia de surpresas boas. O caranguejo Guaiamum, aí da foto, é uma delas. De sabor suave, ele é uma das opções do restaurante Guaiamum Gigante, em Boa Viagem, que tem mais dois endereços na cidade. O caranguejo ao leite de coco também é gostoso, mas o “gaiamum”, como dizem os locais, é superior. Vale experimentar também a casquinha de caranguejo, o farto sururu ao coco e o peixe agulha crocante. Ótima pedida depois de pegar uma praia.

Pescada amarela frita da Casa de Banhos vem bem servida para quatro (R$ 45)

Pescada amarela frita da Casa de Banhos vem bem servida para quatro (R$ 45)

Outra dica bacana de almoço é a Casa de Banhos, que fica à beira do Rio Capibaribe. Prove o caldinho de peixe, o doce camarão ao alho e óleo e a pescada amarela frita (acompanha arroz e pirão com legumes e ovo cozido por R$ 45 e serve quatro pessoas). Depois você pode dar uma volta na encantadora Olinda (Cidade Alta) para tomar um sorvete de frutas na Sabor e Arte e, mais tarde, provar uma tapioca ‘cartola’, com queijo, banana e canela, na barraca da Albanita, no Alto da Sé.

Jerimum com peixe ao coco na Oficina do Sabor, em Olinda

Jerimum com peixe ao coco na Oficina do Sabor, em Olinda

Em Olinda tive um delicioso reencontro com a Oficina do Sabor. Estive por lá há 15 anos e nunca me esqueci do jerimum com camarão e lagosta, ao molho de maracujá. Desta vez provei a saborosa e tenra abóbora com peixe ao leite de coco e requeijão (R$84) curtindo uma vista maravilhosa da Cidade Alta. E ainda rolou cortesia: um bolinho de banana bem gostoso para celebrar os 23 anos do restaurante.

Mojito da charmosa creperia Anjo Solto

Mojito com gelo batido da charmosa creperia Anjo Solto, no Pina

Na noite do Recife, uma opção bacana é a charmosa creperia Anjo Solto, que fica na galeria Joana D’Arc, com simpáticas lojinhas, no Pina. Pule as entradinhas e vá direto aos crepes. Gostei muito da versão com presunto parma, gruyère e tomates. Na carta de drinks, o refrescante mojito vem com gelo picado junto com a hortelã.

Delicioso sanduíche de falafel do Bar Central, em forma de porção

Delicioso sanduíche de falafel do Bar Central, em forma de porção

O clássico Bar Central, no centro da cidade, é uma ótima alternativa de happy hour ou fim de noite. E vale explorar a cozinha local, que tem opções vegetarianas como a porção de sanduíches de falafel. Experimentei também o “cachorro-quente de festa” (pão francês e molho de carne moída com um toque de ketchup, mas sem salsicha).

Depois do almoço típico do Parraxaxá, vale provar doces como o pudim de tapioca e a compota de manga com biquinho

Depois do almoço típico do Parraxaxá, vale provar o pudim de tapioca e a compota de manga com pimenta biquinho

Se você procura comida nordestina de raiz, o lugar é o Parraxaxá. O belo buffet por quilo tem tudo do bom e do melhor da região. Escolhi uma carne de sol acebolada, maxixe e favas com legumes, que adoro. Deixe espaço para a mesa de doces. Eles têm um pudim de leite sensacional e um pudim de tapioca bem bom, que provei com compota de manga e pimenta biquinho. Maravilha.

Caldinho do Leandro: caldo de feijão com ovos de codorna e torresmo na praia de Boa Viagem

Caldinho do Leandro com ovos de codorna e torresmo na praia de Boa Viagem

A calorosa Recife também é terra de caldinhos. Tomei caldinho de peixe e feijão em tudo quanto foi lugar. Na Praia de Boa Viagem, prove o Caldinho do Leandro (R$ 5). No de feijão preto, por exemplo, você pode incluir ovo de codorna, torresmo, milho e azeitona. Optei pelos ovinhos e o torresmo. Delícia.

Paço do Frevo e Mercado São José

Entrada do Paço do Frevo, pertinho do Marco Zero, no bairro do Recife

Entrada do Paço do Frevo, pertinho do Marco Zero, no bairro do Recife

No bairro do Recife (centro histórico), visite o museu e espaço cultural Paço do Frevo, que conta a história do “fervo” pernambucano com uma beleza que emociona (deixe o terceiro andar por último).

Feira no entorno do mercado São José, no centro da cidade

Feira no entorno do mercado São José, no centro da cidade

E o fervilhante Mercado São José, também no centro, é um bom lugar para comprar lembrancinhas do artesanato local (incluindo toalhas de mesa e sandálias sertanejas bem bacanas). O Empório Pura Vida, ali do lado, merece uma visita. Compre a deliciosa castanha de cajú local e prove o sanduba de falafel (R$ 15).

Empório Pura Vida é um bom lugar para comprar castanha de cajú e comer sanduba de falafel feito na hora

Empório Pura Vida é um bom lugar para comprar castanhas, temperos e comer sanduba de falafel

Brennand

Uma das instalações a céu aberto na Oficina do renomado Francisco Brennand

Uma das instalações a céu aberto na Oficina de Francisco Brennand

Reserve um dia da viagem para conhecer a Oficina Brennand e o Instituto Ricardo Brennand. São lugares impressionantes e acho que ainda pouco divulgados. Ambos ficam na mesma região, bem longe do centro, e o ideal é ir de carro. Vá primeiro à Oficina, que abre às 8h, e passe a manhã passeando entre as geniais obras a céu aberto do artista Francisco Brennand.

'A Dama e o Cavalo', de Fernando Botero, no Instituto Ricardo Brennand

‘A Dama e o Cavalo’, de Fernando Botero, no Instituto Ricardo Brennand

Depois siga para o Instituto, que abre das 13h às 17h, e mergulhe na Europa. Destaque para a ostentação do Castelo de Armas e as belas esculturas espalhadas pelos jardins. Achei uma reportagem do G1 com 10 dicas de lá, incluindo o bolo de rolo🙂. O Instituto tem um restaurante mais requintado, o Castelus, mas não gostei do arroz que acompanhou o peixe (R$ 45, o prato) feito com molho de tomate, tipo ‘risoto anos 80’, mas descrito como arroz pilaf. Melhor ficar nos quitutes da cafeteria.

Carneiros

A histórica Capela de São Sebastião é uma das paradas do passeio de lancha ou catamarã, em Carneiros

A histórica Capela de São Sebastião é uma das paradas do passeio de lancha ou catamarã, em Carneiros

Nem pense em deixar de lado a Praia dos Carneiros. O lugar é um paraíso. Fui até lá com a agência Marlin Turismo (R$ 75, de van) e leva mais ou menos uma hora pra chegar. Faça o passeio de lancha (R$ 45 por pessoa) com a turma do Mário. Além das paradas tradicionais, que incluem a histórica capela São Benedito, piscina natural e banho de argila (a pele fica uma seda), o Mário levou nosso grupo para andar no mangue e dar uma voltinha de jet sky. É pura “esculhambação”, como dizem os pernambucanos.

Caldinho de peixe ao coco e brisa do mar no Bora Bora, em Carneiros

Caldinho de peixe ao coco e brisa do mar no Bora Bora, em Carneiros

A agência Marlin leva os clientes ao restaurante Bora Bora, que é bem bacana, mas os preços são um pouco salgados. Valeu pelo caldinho de peixe com leite de coco (o melhor da viagem). Pedi um prato individual mais simples (R$ 44) de filé de frango com legumes e molhinho de queijo, que estava bem preparado e saboroso. O atendimento foi legal e o lugar tem boa infra, incluindo parquinho e área para soneca.

Café da manhã do Frevo Hostel com cuscuz e banana assada com canela

Café da manhã do Frevo Hostel com cuscuz e banana assada com canela

Por fim, agradeço imensamente às amigas Eliane e Érica Melo, donas do Frevo Praia Hostel, que me receberam com todo o carinho do mundo e me apresentaram muitos lugares gostosos🙂. Muito obrigada também à querida Roberta, companheira de redação e diversão nessa cidade linda que é o… “Recife!”

Anjo Solto
Galeria Joana D’arc – Av. Herculano Bandeira, 513 – Pina, Recife – PE
Tel.: (81) 3325-0862

Bar Central
Rua Mamede Simões, 144 – Recife – PE
Tel.: 081 3222-7622

Bora Bora
Praia dos Carneiros – Tamandaré – PE
Tels.: (81) 99164.0673 / 99229.9035 / 99229.9823 / 3676.1482

Casa de Banhos Bar e Restaurante
Av. Brasília Formosa, Recife – PE
Tel.: (81) 3075-8776

Empório Pura Vida
Rua da Praia, 169 – Santo Antônio, Recife – PE
Tel.: (81) 3037-2427

Frevo Praia Hostel
Rua João Cardoso Aíres, 595 – Boa Viagem, Recife – PE
Tel.: (81) 3204-8147

Guaiamum Gigante
Rua Artur Muniz, 82 – Boa Viagem, Recife – PE
Tel.: (81) 3327-1413

Instituto Ricardo Brennand
Alameda Antônio Brennand, s/n – São João – Várzea, Recife – PE
Tel.: (81) 2121-0352

Mário Tur
Passeios de lancha na Praia dos Carneiros
Tels.: (81) 98852-0451 / 99687-8580

Mercado São José
Praça Dom Vital, s/n – São José, Recife – PE

Oficina Brennand
Propriedade Santos Cosme e Damião, s/n, Várzea, Recife – PE
Tel.: (81) 3271.2466

Oficina do Sabor
Rua do Amparo, 335 – Cidade Alta, Olinda – PE
Tel.: (81) 3429-3331

Paço do Frevo
Rua da Guia, s.n. – Recife – PE
(81) 3355-9500

Parraxaxá
Av. Fernando Simões Barbosa, 1200 – Boa Viagem, Recife – PE | Tel.: (81) 3463-7874
Rua Igarassu, 40 – Casa Forte, Recife – PE  Tel.: (81) 3268-4169

Sorveteria Sabor e Arte
Rua do Amparo, 186 – Olinda – PE
Tel.: (81) 3025-3907

Ravioli de carne o molho de cogumelos na manteiga é uma das opções de almoço rápido do Eataly.

Ravioli de carne com molho de cogumelos é uma das opções de almoço rápido do Eataly. Menu de R$ 45, com suco e sobremesa, muda semanalmente.

O Eataly nasceu na terra do Slow Food, mas sua loja brasileira se adaptou ao ritmo paulistano e começou a oferecer um almoço rápido com preço fixo, durante a semana. O ‘Pranzo Veloce’ inclui pão italiano e azeite, prato principal (varia de acordo com o restaurante), bebida (suco, água ou refrigerante) e sobremesa por R$ 45.

Duas fatias de pão italiano e azeite para esperar o prato veloce, no La Pasta.

Duas fatias de pão italiano e azeite para começar o ‘pranzo veloce’, no La Pasta.

Estive por lá ao meio-dia, em uma tranquila terça-feira de férias, e provei um delicioso ravióli de carne com cogumelos na manteiga no restaurante La pasta, de massas e pizzas. Estava tão bom que merecia uma degustação bem lenta, ‘piano, piano’. Depois fui pegar a simpática sobremesa na pasticceria (tortinha de limão de colher, servida no pote de vidro) e encontrar a caríssima Kay para um café, um papo e uma voltinha.

Depois da torta de limão (inclusa do menu), um bom expresso.

Depois da torta de limão (inclusa do menu), um bom expresso.

As massas e ‘o molho’
Aproveite para dar uma passada rápida no mercado para comprar una vera pasta italiana. ‘My preciouss’ é o Fusilli da Pisani (R$ 12,90 o pacote de meio quilo), que conheci na Itália. Bem macia e consistente, a massa adere superbem ao molho de tomates. Parece que a nonna acabou de fazer (cozinhe com bastante água).

O fusilli da Pisani: parece que uma nonna italiana acabou de fazer. Veja a dica da Kay para o molho de tomates perfeito.

O fusilli da Pisani é a massa preciosa. Parece que uma nonna acabou de fazer na sua casa.

Outra dica para fazer em casa é o ravióli ‘plin’ (pequenino e fechado com um ‘belisco’, na tradição do Piemonte). A área de massas frescas do Eataly tem opções com recheios de carne e de gorgonzola (R$ 9,90 cada 100 gramas). Depois é só cozinhar por 2 minutinhos, fazer um molhinho de manteiga e sálvia e plin.

Os pequeninos e deliciosos raviolis 'plin' com ao molho mágico de tomates e cebola.

Os pequeninos e deliciosos raviolis ‘plin’ ao molho de tomates e cebola. Veja a dica da Kay para fazer um molho al sugo rápido e sem acidez.

Os molhos do Eataly são caros. Melhor fazer em casa. E se for molho de tomates, siga a dica mágica que a Kay postou no Facebook para tirar a acidez do molho de um jeito fácil e sem crimes culinários, como na foto acima.

Pão de azeitona crocante e cheiroso para fazer sucesso em casa.

Depois do almoço rápido, vale levar um pão de azeitona crocante e cheiroso e bombons de pistache para casa.

E já que você está ali mesmo, leve uns bombons de chocolate meio-amargo (fondente) da Venchi. É um pouco caro (100 gramas por R$ 29), mas é uma opção para provar diversos sabores desse chocolate incrível do Piemonte (não deixe de levar o bombom de pistache). Da padaria, o crocante e perfumado pão de azeitona (R$ 8) fez sucesso em casa.

Eataly
Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1489 – Vila Olímpia – São Paulo – SP
(Aberto todos os dias das 8h às 23h)
http://www.eataly.com.br/

La pasta
Segunda-feira a quinta-feira: 11h30 às 15h e 18h30 às 23h
Sexta-feira: 11h30 às 15h e 18h30 às 24h
Sábado: 12h às 24h
Domingo: 12h às 23h
Veja os horários dos outros restaurantes do Eataly: http://www.eataly.com.br/restaurant.html

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.838 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: