Café de respeito

janeiro 19, 2019

img_1040Para você que não vive sem tomar um cafezinho depois do almoço, mesmo nesse calor escaldante, minha dica é fazer uma parada no True Coffee, no Brooklin, e tomar um cold brew da casa, bem gelado e refrescante.

A True Coffee Inc. é pioneira na produção de cold brew coffee aqui no Brasil e a produção própria já rola há alguns anos, bem antes de abrirem o simpático café na Rua Quintana, quase esquina com a Berrini. O café extraído pacientemente a frio, por 18 horas, é vendido em garrafinhas no estilo cerveja em versões Clássico, Vanilla e Nitro.
img_1042
Provei outro dia o clássico e achei bem interessante. É café mas de outro jeito, sabe? A bebida é sem açúcar e achei legal assim – e olha que adoro adoçar o café. A dica do barista do True é tomar o cold brew coffee com água tônica e bastante gelo. Ainda vou testar o “Coffee Tônica”.

Prove também os cafés especiais vendidos na loja, em grãos ou moídos na hora. Só o aroma já é outra vida. Os caras pinçaram produtores de respeito de Minas Gerais, Espírito Santo e interior de são Paulo, que dão um show.
img_1035
Gostei muito do mineiro Tamanduá (R$ 31) e do capixaba QG 741° (R$ 25). Os preços dos pacotes de 250 gramas ficam entre R$ 25 e R$ 38. Já aviso que esses produtos viciam e vai ser difícil voltar aos cafés mais populares depois.

Também vai ser difícil ficar só nos cafés diante das guloseimas oferecidas no balcão, incluindo brigadeiro de chocolate amargo e um brownie ao qual não pude resistir. Recomendo que você leve um desses para a sua alegria de fim de tarde.
img_1037
Aproveitando o tema, caso você tenha que passar por um sofrimento de ficar sem cafeína – enfrentei esse desafio no fim do ano passado – recomendo o descafeinado da Três Corações (embalagem branca com detalhes em azul). Sei que é difícil acreditar, mas o sabor é gostoso considerando os cafés mais populares. Dá pra sobreviver.

A True Coffee só tem as versões com cafeína mesmo. Eles também vendem online caso você não esteja na área. Além de tomar café, para quem se empolgar, lá eles também dão curso de barista.
img_1041
É sempre um prazer fazer uma pausa para escrever aqui no Braun Café. Comente, compartilhe e continue acompanhando novas dicas. muito em breve, por aqui :-).

True Coffee
Rua Quintana, 741 – Brooklin
São Paulo – SP
Tel.: (11) 94548-4955

Cafés, quitutes e bikes

março 5, 2017

King Of The Fork, em Pinheiros, tem ótimos cafés e doces.

King Of The Fork, em Pinheiros, tem ótimos cafés e doces.

Vamos fazer as honras ao nome deste blog e dar uma dica de café. O King of the Fork (Kof), em Pinheiros, é um bom lugar para abastecer seus desejos de cafeína e açúcar.

Experimentei um café de torra especial Serra do Caparaó, do Espírito Santo, passado na Aeropress (R$ 10). O método dessa cafeteira deixa a bebida mais encorpada e bem saborosa. Foi uma ótima companhia para a generosa fatia de bolo caseiro de maçã.

Bolo de maçã e café do Espírito Santo na Aeropress

Bolo de maçã e café Serra do Caparaó (ES) feito na Aeropress

Os combos do cardápio também são interessantes. O Keirin (R$ 23) inclui café com leite gelado, duas torradas fofinhas de pão caseiro com linhaça e manteiga, além de um tentador cookie de baunilha com muito chocolate.

Combo Keirin com pão de linhaça torrado, latte gelado e cookie (R$ 23).

Combo Keirin com pão de linhaça torrado, latte gelado e cookie (R$ 23).

Gostei tanto do ‘Kof’ que pedi mais um, desta vez coado, com o grão Alta Mogiana, do interior de SP. Saboroso, mas o primeiro fez mais meu gênero e adorei o resultado da cafeteira.

Local tem estacionamento para bikes.

Local tem estacionamento para bikes.

O local é todo preparado para quem anda de bicicleta. O nome é uma referência à expressão “King of The Mountain”, um prêmio para ciclistas na subida (uia…). Além de coadores e cafeteiras, a casa vende acessórios para bike e tem estacionamento próprio para elas.

King of the Fork
Rua Artur de Azevedo, 1317 – Pinnheiros, São Paulo – SP
Tel.: (11) 2533-9391

Cremespresso… per sempre

março 16, 2014

Cremespresso, um shot de felicidade na Lavazza Espression, em São Paulo

Cremespresso, um shot de felicidade na Lavazza Espression, em São Paulo

Nada com um bom café para te inspirar. Neste caso foi um shot de café gelado (expresso e creme batidos com gelo) , inspirado em uma receita italiana de 150 anos, que provei na Lavazza Espression. É como um pequeno milk shake de café, saboroso, refrescante e animador, com gostinho de quero mais… per sempre.

O ‘Cremespresso’ é uma das atrações da primeira loja brasileira da Lavazza, aberta em janeiro, na região da Av. Paulista. Como diz a empresa em seu site, é uma reinterpretação da receita genovesa ‘panera’, uma espécie de semifreddo de café.

A loja faz mais o gênero ‘slow’, mas na correria da última sexta-feira (14) peguei o meu pedido logo no balcão [R$ 5,50 sem os 10%] para alcançar as amigas na mesa. Quando provei a primeira colherada dei um ‘pause’ geral para saborear a bebida. Como ainda é verão, recomendo 100% uma pausa para esse shot de felicidade.

Lavazza Espression
Endereço: Alameda Santos, 1091 – Cerqueira César

São Paulo – SP
Telefone: (11) 3266-3976
Horário: Segunda a domingo, das 07h às 22h

Café levado a sério

maio 27, 2012

Na prensa francesa, três minutos cronometrados antes de servir

No Coffee Lab, tomar um café é uma experiência quase científica. O ambiente é descontraído e sem muita cerimônia. É só chegar em um dos baristas, fazer seu pedido e escolher uma mesa. A água potável é self service. Já na hora de servir a bebida, o ritual é levado a sério. Continue lendo »

Café de férias

maio 15, 2011

Na correria da Av. Paulista faça uma pausa para o expresso Astro (R$ 3) do MF Café, um refúgio no 2º andar da Livraria Martins Fontes

Querido leitor,

O Braun Café vai entrar de férias e volta em meados de junho. Enquanto isso, você pode degustar mais de 280 ‘toasts’ com sobre comidinhas, bares e restaurantes de São Paulo e outras capitais brasileiras, além de dicas internacionais.

Antes de sair de viagem, deixo aqui uma recomendação: ao passar pela Avenida Paulista, na altura da Av. Brigadeiro Luis Antônio, faça uma pausa no MF Café.

O local tranquilo, escondido no segundo andar da bela Livraria Martins Fontes, oferece um bom expresso Astro (R$ 3) e um refúgio para desacelerar por alguns instantes. Você merece.

Obrigada e volte sempre!

Abraço,
Dani Braun

MF Café, na Livraria Martins Fontes – Av. Paulista, 509. Tel.: (11) 2167-9903.
Horários: Segunda a sexta, das 9h às 22h. Sábados das 9h às 19h e domingos das 13h às 19h.

Philips e Sara Lee lançam cafeteira com sachê de café Pilão para o dia-a-dia

Expresso marcante para encerrar uma boa refeição ou aquele café fresquinho coado na hora? Entre um e outro está o café de sachê, na minha avaliação. Após dois meses de testes da cafeteira Senseo*, lançada pela Sara Lee e pela Philips em meados de setembro, posso dizer que ganhei tempo na hora de preparar o cafezinho essencial, que me desperta antes do trabalho, além de uma espuminha cremosa.

Vale lembrar que o Senseo passa longe do Nespresso. A proposta é oferecer uma opção mais popular de café tanto no valor da máquina (R$ 299), que inclusive mexeu com os preços de cafeteiras no mercado, como nos sachês (R$ 9,90 o pacote com 18 unidades de 60 ml ou dez de 120 ml). O consumidor pode escolher entre três sabores: o tradicional Pilão, o sabor Intenso (mais encorpado e marcante) e o Verão (mais leve e aromático, com maior teor de Arábica que o tradicional).

Espuma cremosa no final diferencia o café de consistência bem suave

Os sabores Pilão e Verão possuem duas versões: para uma xícara ou para caneca (120 ml), também conhecida como ‘Café da Manhã’. Nesta última, o sachê é mais ‘gordinho’ e deve ser usado com a base apropriada, mais profunda.

O modo de preparo é simples e rápido. Basta colocar água no recipiente que fica atrás da máquina, apertar um botão e em cerca de 90 segundos, no máximo, ele sinaliza que seu café pode ser preparado. Enquanto isso, você escolhe o sachê e o adaptador, fecha a tampa da cafeteira e aperta o botão. O resultado é uma bebida bem  leve – mais para o café coado do que para o expresso -, com aroma de café fresquinho e a espuma que faz a diferença.

Sachês são vendidos nos blens Tradicional, Intenso e Verão, em versões para uma ou duas xícaras

Tudo é muito fácil, incluindo o processo de limpeza, mas é importante encaixar bem o sachê na base da cafeteira e escolher o adaptador certo antes de iniciar o preparo. Caso contrário, você conhecerá um intragável ‘cháfé’.

Como disse minha amiga Deca, que fez um curso de barista da Isabela Raposeiras, ao preparar um café, tudo pode dar errado, até na hora de servir. Então mesmo em uma cafeteira como esta é melhor ficar de olho para não desperdiçar seu sachê.

Preparo e limpeza são fáceis, mas não erre o tamanho ou a posição do sachê para não fazer 'cháfé'

Recomendo o vídeo da Rê Mesquita para o Zumo Blog fazendo um review do preparo do café na Senseo, quando esteve na Europa e conheceu a cafeteira. O teste explica bem o processo, além de ser divertido ver a Renata filmando, narrando e fazendo o café ao mesmo tempo. Ela também observa que não há opção de ‘café curto’, como muitos brasileiros gostam.

A Senseo não entra na linha ‘Nespresso killer’ porque não usa o processo de cápsulas ou a pressão necessária para gerar um expresso, de fato.  É uma questão de gosto, bolso e praticidade. Como aprecio um bom café coado, não muito forte, o sachê seria uma opção bacana para o dia-a-dia, mas não dispenso café expresso, turco, de cafeteira italiana, francesa etc.

*A cafeteira e os sachês foram cedidos pela Sara Lee para testes. Os posts do Braun Café não são patrocinados.

IMG_3739-350x262
Adoro caminhar pelas ruas de São Paulo, sem compromisso, e descobrir um lugar novo. Se for meio escondido é mais legal ainda. Foi assim com o Crepe de Paris, um bistrô aberto há poucos meses no final de uma pequena vila de lojas na Rua Augusta, do lado dos Jardins.

IMG_3743-262x350
Estava passeando por lá, do lado dos Jardins, quando um boneco de chef com o cardápio na calçada me convidou a conhecer o restaurante. Já adorei o piso de azulejo decorado e a iluminação natural proporcionada pelo teto de vidro no corredor, além do simpático mezanino no andar superior.

IMG_3732-350x262
O Crepe de Paris parece ser uma boa pedida para um café com crepe de nutella ou crème brûlée, um almoço light com salada e crepes salgados (de R$ 16 a R$ 22) ou um jantar romântico com a seleção de vinhos franceses indicada por Pierre Murcia, o simpático proprietário do bistrô ao lado de sua esposa Adriana.

IMG_3733-350x262
Optei por um almoço light com filé de frango grelhado extremamente macio (difícil de encontrar na maioria dos restaurantes), arroz integral e legumes em julienne (tiras finas de abobrinha, pimentão e berinjela grelhadas com bastante azeite e cebola). Estava gostoso, embora eu não seja muito chegada em pimentões, mas o preço (R$ 34) não era leve.

IMG_3748-350x262
Na empolgação não perguntei o valor do prato do dia, que foi uma das sugestões do garçom, e quase engasguei com o café na hora de pagar a conta. Pelos mesmos 34 reais eu poderia ter pedido cassoulet, filet ao poivre ou fettuccine com camarões, que estão no cardápio. Sugeri que os pratos do dia sejam apresentados em um papel preso ao cardápio.

IMG_3746-350x262
Dexter pediu um crepe simples de presunto e queijo, que saiu muito bem na foto (R$ 18), mas ainda sinto falta das versões com trigo sarraceno do extinto Crepe de France.

Tirando o preço salgado do prato light, o Crepe de Paris ainda renderá novas visitas pelo capricho na elaboração dos pratos e pelo atendimento bastante atencioso.

Bistrô Crepe de Paris
– Rua Augusta, 2.542 (Loja 12) – Cerqueira César. Tel.: (11) 3063-1675

%d blogueiros gostam disto: