Restaurante BBB

dezembro 30, 2013

Risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos (R$ 22) no almoço do Rodó

Risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos (R$ 22) no almoço do Rodó

Bom, bacana e barato. O Rodó é o tipo de lugar ‘BBB’ que o Braun Café gosta de indicar. Localizado na Vila Madalena tranquila, onde antes funcionava o italiano Vito, o pequeno e charmoso restaurante oferece culinária ítalo-brasileira de ótima qualidade a preços honestos. No almoço, os valores dos pratos variam de R$ 20 a R$ 22. Que tal?

Picadinho completo com ovo frito, farofa, banana, pastéis de queijo, arroz e cumbuquinha de feijão

Picadinho completo com ovo frito, farofa, banana, pastéis de queijo, arroz e feijão

Sim… é possível servir um belo risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos por até R$ 22. É justo tendo em vista que ossobuco é uma carne da felicidade: custa pouco e tem muito sabor.

Couver simpático tem focaccia com alecrim, patê de azeitonas e fatias de copa

Couver simpático tem focaccia com alecrim, patê de azeitonas e fatias de copa

Eu fui de picadinho com tudo o que ele tem direito (ovo frito ‘zóião’ com gema mole, que adoro, farofa, arroz, banana frita, pastelzinho de queijo e feijão à parte). Tirando o pastel, que ficou um pouco seco, estava uma alegria de viver. Para refrescar, uma suave limonada de limão siciliano (R$ 4).

Brigadeiro de 'colherão' dá pra dividir (R$ 6)

Show: brigadeiro de ‘colherão’ que dá até pra dividir (R$ 6)

A sobremesa foi um brigadeiro ‘de colherão’ que deu pra dividir com a amiga Cecília e custou R$ 6. Resultado: R$ 37,40 para cada uma, incluindo os merecidos 10% para o serviço atencioso. Satisfação.

Nome e logo em homenagem ao 'Rodó', velho amigo do proprietário

Nome e logo em homenagem ao ‘Rodó’, velho amigo do proprietário

Interessante é que o restaurante abriu as portas, no ano passado, com uma proposta mais refinada e preços mais elevados. Depois de alguns meses complicados e da saída do sócio, Jorge Cury optou por uma proposta mais trivial no meio deste ano. Agora, durante a semana, o salão tem três rodadas de clientes. Se deu bem.

O pequeno e charmoso salão na Vila Madalena fica cheio rapidinho

O pequeno e charmoso salão na Vila Madalena fica cheio rapidinho

O nome Rodó e o perfil no logo do restaurante homenageiam um velho amigo italiano que veramente adorava cozinhar. Jorge contou ao Braun Café que o amigo tinha um fogão só para ele em casa e lhe deu dicas gastronômicas valiosas.

No ano em que surgiram comunidades como SP Honesta e BoicotaSP ficou claro que as pessoas não querem engolir sapo em restaurantes e que é possível encontrar boa comida a preços honestos por aí. Este é o desejo do Braun Café, hoje e sempre. Que 2014 nos traga deliciosas e acessíveis descobertas. Feliz Ano Novo!

Rodó
Rua Pascoal Vita, 329, Vila Madalena – São Paulo
Tel.: (11) 3032-7517
https://pt-br.facebook.com/restauranterodo

Dicas: como o Rodó é pequeno vale reservar ou chegar cedo (até 13h) no almoço. O salão abre para almoço de segunda a sábado, das 12h às 15h. Para o jantar está aberto de  quinta a sábado, das 19h às 23h. Aceita cartões.

Café levado a sério

maio 27, 2012

Na prensa francesa, três minutos cronometrados antes de servir

No Coffee Lab, tomar um café é uma experiência quase científica. O ambiente é descontraído e sem muita cerimônia. É só chegar em um dos baristas, fazer seu pedido e escolher uma mesa. A água potável é self service. Já na hora de servir a bebida, o ritual é levado a sério. Continue lendo »

Vila Madalena marroquina

março 11, 2012


A culinária marroquina é bem representada no prato principal do Tanger para o almoço da São Paulo Restaurant Week 2012. O evento que reúne mais de 200 restaurantes com cardápios em promoção, na capital e no interior  de São Paulo, vai até o próximo domingo dia 18 de março. Veja também o post do Blú Bistrô na Restaurant Week 2012.

O tagine de frango com amêndoas e ameixas (Coxa e sobrecoxa de frango cozidas com canela, gengibre, ameixas e amêndoas) servido com couscous marroquino estava especial e valeu por todo o cardápio promocional de almoço, que custa R$ 31,90 (além da doação de R$ 1 para a Associação Comunitária Monte Azul). Continue lendo »

Cerveja em boa companhia

outubro 22, 2011

Degustação da Franziskaner Hefe-Weissbier no Cia dos Botecos

No agitado quarteirão de bares da Rua Aspicuelta, entre a Mourato Coelho e a Fidalga, o Cia da Cerveja procura conquistar seu espaço com geladas especiais e petiscos incrementados.

Estive por lá esta semana a convite do querido Gui Jotapê, do Botecagem, e da Agência Cartaz, na companhia da sempre divertida turma de blogueiros dos comes e bebes, para conhecer o local aberto em junho deste ano, com rótulos distribuídos pela Ambev.

Bolinhos de tapioca com recheio de salmão e cream cheese entre as porções incrementadas da casa (R$ 27 com 7 unidades)

Bem decorado e amplo, o bar conta com um ambiente mais aberto na frente, o salão principal, com televisores LCD para o futebol, e um terceiro ambiente, ao fundo, com uma imagem dos sonhos: uma mega geladeira de cervejas recheada dos mais diversos rótulos – da Serramalte à Leffe – incluindo prateleira para resfriar os copos, como manda o figurino.

'Geladeirão' nos fundos do bar: parque de diversões dos cervejeiros

A degustação teve início com a dourada cerveja de trigo alemã Franziskaner Hefe-Weissbier Hell – que de ‘hell’ não tem nada – acompanhada de uma deliciosa porção de bolinhos de tapioca recheados de salmão e cream cheese (R$ 27 a porção com 7 unidades). Macios e muito saborosos, os bolinhos fizeram sucesso.

A escura Franziskaner Dunkel

Na sequência, provamos a escura Franziskaner Dunkel. Mais frutada, a cerveja caiu muito bem com os croquetes de carne de cordeiro desfiada e saboroso molhinho ‘alioli’. O cardápio traz porções diversas e pratos (incluindo feijoada). Fiquei curiosa com o ‘pastel de nada’ (R$ 24 a porção com 8 pasteis ‘de vento’) que vem com três recheios à parte (carne, frango e molho de queijo).

Bolinhos de carne de cordeiro com 'salsa alioli'

A casa ainda aposta em drinks com cerveja como o ‘Beer Mint’ (cerveja, licor de menta e grenadine) , ‘Blue Beer’ (cerveja, curaçao blue e limão) e a inusitada ‘Caipira de Cerveja’ (limão, cerveja, açúcar ou sal), que aguçou a curiosidade. Mas ainda prefiro explorar o parque de diversões refrigerado, nos fundos. Terminei minha degustação com a deliciosa belga Hoegaarden, de trigo com especiarias.

Bar aposta em cervejas especiais e petiscos diferenciados, além da música ao vivo (quintas, sextas e sábados)

Dica: quem prefere uma botecagem mais sossegada deve ficar de olho na programação. Quintas, sextas e sábados o bar tem música ao vivo (couvert de R$ 15).

Cia da Cerveja
Rua Aspicuelta, 595 (quase na esquina com a Rua Mourado Coelho) – Vila Madalena – São Paulo (SP)

Tel.: (11)3031-2888 (não tem site)
Horários: Terça a sexta das 17h30 até o último cliente. Sábado a partir das 13h e domingo a partir das 12h (fecha segunda). 

Um boteco pra chamar de seu

janeiro 15, 2011

Cervejas de garrafa 'brazucas' e 'gringas'. Na foto, uma Original no copo americano gelado

Cerveja de garrafa bem gelada, servida no copo americano previamente resfriado, e uma porção de bolinhos de feijão tropeiro. Essa é a combinação perfeita para começar sua botecagem no Seu Boteco.

Bolinho de feijão tropeiro 'campeão' do Seu Boteco (Foto: Divulgação)

No estilo ‘velho-boteco-novo’, o bar aberto no ano passado, na Vila Madalena (ao lado do Jacaré Grill) homenageia clássicos das cozinhas de boteco.

Conheci o bar no mês passado com a turma blogueira-botequeira, a convite do Botecagem e da agência Cartaz. Foi um festival de tira-gostos do cardápio recentemente reformulado pelo chef Alberto Landgraf (ex-Astor, Pirajá e Original).

Seu 'velho-boteco-novo'

O atendimento, muito simpático, não deixou a mesa vazia. Provamos ‘de um tudo’: frango à passarinho, picanha com farofa e vinagrete, bolinho de arroz, coxa-creme… mas o favorito foi o bolinho de feijão tropeiro (crocante por fora, cremoso por dentro, com tenros pedaços de bacon). Pedimos até a receita.

Picanha macia em tirinhas (Foto: Divulgação)

Para acompanhar as comidinhas, além das geladas ‘brazucas’, como diz o site (incluindo Caracu), há cervejas ‘gringas’ (da Norteña à Leffe), carta de cachaças e boas caipirinhas (dei uma bicadinha nos sabores lima-limão e melancia).

Destaque para a Meladadinha (cachaça, mel, canela e suco de laranja). Esta doce e deliciosa dose de saúde não impede que um botequeiro, mesmo gripado, falte ao compromisso com os amigos. Veja o vídeo da receita no Mesa pra 1.

Boas caipirinhas, cachaças e drinks 'docinhos' como a 'Meladadinha'

O Seu Boteco é daqueles lugares gostosos para passar a tarde, a noite e bater papo sem hora pra acabar. Ótima pedida.

Veja mais fotos do Seu Boteco no Flickr do Braun Café.

Seu Boteco – Rua Harmonia, 337 – Vila Madalena, São Paulo (SP). Tel.: (11) 2592-5763. Funcionamento: Terça a sexta das 17h até o último cliente; Sábado e Domingo: das 12h até o último. Aceita cartões. Valet: R$ 14. (Se for beber, vá de táxi)

"Carpe Diem": delicioso rosé chileno acompanhando o último almoço na Restaurant Week 2010

A Restaurant Week 2010 já acabou em São Paulo, mas preciso registrar aqui minhas impressões sobre o almoço promocional no Lola Bistrot, que foi bastante agradável. Vale como dica de bons restaurantes para a próxima temporada paulistana do evento, que deve ocorrer em março de 2011.

O Lola é um bistrô com preços mais elevados e um bar de vinhos bem bacana, na Vila Madalena. Já estava de olho nele há um tempo, chequei o cardápio promocional do almoço e consegui garantir minha reserva no último sábado. O garçom não fez cerimônia e já ofereceu, de cara, o menu da Restaurant Week, mas pedi para dar uma olhada da carta de vinhos.

Mini croque monsieur com saladinha verde e vinagrete de siciliano

Quem me acompanhou foi a amiga Ciça, que também é parceira de Restaurant Week, e escolheu um ótimo vinho para celebrar: o rosé chileno “Carpe Diem”. A bebida de sabor alegre e refrescante fez jus ao nome e ao momento. A carta também oferece o vinho em taça (R$ 16), mas a garrafa (R$56) compensava mais.

Musseline de mandioquinha ao funghi e azeite de ervas. Simples, saboroso e criativo.

Na entrada, Ciça pediu o Mini croque monsieur com saladinha verde e eu fui de Musseline de mandioquinha ao funghi e azeite de ervas. Ambos estavam ótimos e muito bem apresentados. Gostamos muito do delicado creme de mandioquinha servido em um copo de vidro. Uma entrada simples e saborosa para fazer um charme em casa.

Destaque do almoço: Brandade de bacalhau com purê de salsa francesa, castanha e tapenade, servido com folhas de couve refogadas e um toque de pimenta biquinho

Entre duas opções de pratos principais, o destaque ficou com a Brandade de bacalhau com purê de salsa francesa, castanha e tapenade, servida com folhas de couve levemente refogadas e pimenta biquinho para dar o toque final. Um prato delicioso, leve e diferenciado com as castanhas. A escolha da Ciça agradou tanto que já demos a dica à querida Iara, que encontrei por lá. Ela e a amiga aprovaram.

Cordeiro braseado com polenta mole, cogumelo crocante e funghi

Minha opção foi o Cordeiro braseado com polenta mole, cogumelo crocante e funghi. Estava ótimo, mas achei a brandade mais interessante.

Na hora sobremesa, a escolha não foi difícil já que a outra opção era ‘fruta da estação’. Neste ponto achei pouco criativo oferecer fatias de abacaxi. Escolhemos a Maçã crocante, uma espécie de compota de maçã com canela, servida em uma finíssima massa crocante, com um toque de chantily e uma folhinha de hortelã. Doce na medida certa e muito bem montada.

Compota de maçã com canela, servida em uma fina massa crocante, com toque de chantily e folha de hortelã

Após um expresso com pedido de ‘bolachinhas extra’ (tática que Ciça emprega sem medo quando gosta da bolachinha servida junto ao café) saímos satisfeitas e felizes em um sábado de ‘carpe diem’.

Lola Bistrot: Rua Purpurina, 38 – Vila Madalena – São Paulo (SP). Tel.: (11) 3812-3009 (Segunda a sexta das 12h às 15h. Sábado e Domingo das 13h às 16h).

Dicas dos leitores
Aproveito o ‘toast’ para agradecer comentários publicados pelos leitores do Braun Café que fizeram suas maratonas gastronômicas e deixaram impressões por aqui. Agradeço especialmente Cris Sato, Thais e Mirela pelas dicas preciosas e pelos alertas como o da Michelle que ajudarão a orientar nossas escolhas na próxima Restaurant Week. Obrigada e voltem sempre!

Update – O Maria Lima Bistrô apresentou um cardápio interessante e sofisticado na Restaurant Week. A amiga Flávia adorou e fez fotos do almoço para o Braun Café.

A Restaurant Week 2010 continua em outras capitais: Belo Horizonte (13 a 26 de setembro), Curitiba (27 de setembro a 10 de outubro), Rio de Janeiro (18 a 31 de outubro) e Recife (15 a 28 de novembro), Porto Alegre (15 a 28 de novembro) e Salvador (22 de novembro a 5 de dezembro).

Pudim à luz de velas

fevereiro 6, 2010

Como fiquei sem fotos, esta é uma das 31 ideias para luz de velas da revista http://www.casa.com.br (Foto: Editora Abril)

Entre dezenas de lugares escondidinhos de São Paulo está o Les Delices de Maya, uma pequena e charmosa doceria aberta há mais de dois anos e meio, na Vila Madalena, onde a jovem Maya serve doces, lanches e pratos para o almoço.

A Maya até começou a fazer faculdade de gastronomia, mas herdou da família de origem japonesa a arte de descobrir novos sabores na prática. Além de bolos e outros doces, a casa serve quiches, sanduíches como o croque-monsieur (o ‘misto quente francês’), massas e saladas.

Como a doceria só abre durante a semana – sorte de quem mora ou trabalha na área – passei por lá em um feriado da cidade, e encontrei o local aberto, na Mourato Coelho, ao lado do boteco São Bento, o ‘polêmico bar do chope Sol‘.

Naquela tarde, o bairro todo estava sem energia, minha irmã e eu já tínhamos almoçado então entramos no lugar, à luz de velas, para dar uma espiada. Acabamos divindo um delicioso e bem servido pudim de leite, pedimos uma água com gás e ficamos apreciando a coleção de batedeiras antigas que fica acima dos freezers cheios de quiches, massas e molhos vendidos para viagem.

Felizmente a conta (R$ 6) foi bem doce porque nenhuma das duas atentou para o fato de que, sem energia, não seria possível usar cartão.

Adorei esta preciosa dica da leitora Cris Sato e espero voltar logo para provar outras ‘delices’. Infelizmente, as fotos não saíram e o ‘toast’ ficou no escuro, mas na próxima visita trago as imagens das lindas batedeiras ‘anos 60’.

Les Delices de Maya – Rua Mourato Coelho, 1.044 – Vila Madalena. São Paulo – SP. Tel: (11) 3813-3498. Segunda a sexta das 10h às 19h30. (Fecha aos sábados e domingos).

%d blogueiros gostam disto: