Restaurante BBB

dezembro 30, 2013

Risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos (R$ 22) no almoço do Rodó

Risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos (R$ 22) no almoço do Rodó

Bom, bacana e barato. O Rodó é o tipo de lugar ‘BBB’ que o Braun Café gosta de indicar. Localizado na Vila Madalena tranquila, onde antes funcionava o italiano Vito, o pequeno e charmoso restaurante oferece culinária ítalo-brasileira de ótima qualidade a preços honestos. No almoço, os valores dos pratos variam de R$ 20 a R$ 22. Que tal?

Picadinho completo com ovo frito, farofa, banana, pastéis de queijo, arroz e cumbuquinha de feijão

Picadinho completo com ovo frito, farofa, banana, pastéis de queijo, arroz e feijão

Sim… é possível servir um belo risoto milanês com ragu de ossobuco e cogumelos por até R$ 22. É justo tendo em vista que ossobuco é uma carne da felicidade: custa pouco e tem muito sabor.

Couver simpático tem focaccia com alecrim, patê de azeitonas e fatias de copa

Couver simpático tem focaccia com alecrim, patê de azeitonas e fatias de copa

Eu fui de picadinho com tudo o que ele tem direito (ovo frito ‘zóião’ com gema mole, que adoro, farofa, arroz, banana frita, pastelzinho de queijo e feijão à parte). Tirando o pastel, que ficou um pouco seco, estava uma alegria de viver. Para refrescar, uma suave limonada de limão siciliano (R$ 4).

Brigadeiro de 'colherão' dá pra dividir (R$ 6)

Show: brigadeiro de ‘colherão’ que dá até pra dividir (R$ 6)

A sobremesa foi um brigadeiro ‘de colherão’ que deu pra dividir com a amiga Cecília e custou R$ 6. Resultado: R$ 37,40 para cada uma, incluindo os merecidos 10% para o serviço atencioso. Satisfação.

Nome e logo em homenagem ao 'Rodó', velho amigo do proprietário

Nome e logo em homenagem ao ‘Rodó’, velho amigo do proprietário

Interessante é que o restaurante abriu as portas, no ano passado, com uma proposta mais refinada e preços mais elevados. Depois de alguns meses complicados e da saída do sócio, Jorge Cury optou por uma proposta mais trivial no meio deste ano. Agora, durante a semana, o salão tem três rodadas de clientes. Se deu bem.

O pequeno e charmoso salão na Vila Madalena fica cheio rapidinho

O pequeno e charmoso salão na Vila Madalena fica cheio rapidinho

O nome Rodó e o perfil no logo do restaurante homenageiam um velho amigo italiano que veramente adorava cozinhar. Jorge contou ao Braun Café que o amigo tinha um fogão só para ele em casa e lhe deu dicas gastronômicas valiosas.

No ano em que surgiram comunidades como SP Honesta e BoicotaSP ficou claro que as pessoas não querem engolir sapo em restaurantes e que é possível encontrar boa comida a preços honestos por aí. Este é o desejo do Braun Café, hoje e sempre. Que 2014 nos traga deliciosas e acessíveis descobertas. Feliz Ano Novo!

Rodó
Rua Pascoal Vita, 329, Vila Madalena – São Paulo
Tel.: (11) 3032-7517
https://pt-br.facebook.com/restauranterodo

Dicas: como o Rodó é pequeno vale reservar ou chegar cedo (até 13h) no almoço. O salão abre para almoço de segunda a sábado, das 12h às 15h. Para o jantar está aberto de  quinta a sábado, das 19h às 23h. Aceita cartões.

Por @_montinho, o baby gourmet*

Novo restaurante do chef Carlos Bertolazzi mistura a cozinha italiana com influências norte-americanas

Foi sem entender direito o que estava acontecendo (afinal eu nem nasci!) que eu acabei provando as delícias do Spago, recém-aberto restaurante do chef Carlos Bertolazzi (@cabertolazzi), proprietário do Zena Caffé. Meus pais, o Alê e a Fabi, são comilões reconhecidos e já andaram colaborando com o Braun Café no passado, bem antes da minha existência. Aí resolvi assumir a responsabilidade e escrever minha primeira crítica culinária.

Meus pais me levaram lá na primeira sexta-feira do ano, dia 6 de janeiro, quando a cidade ainda estava vazia. Estranhamente, também o restaurante tinha a maioria das mesas desocupadas – uma prova de que ainda tem muita gente para descobrir e experimentar o Spago, que mistura a cozinha italiana com influências norte-americanas em um grande e aconchegante salão no Itaim. Continue lendo »

Massa caseira em uma combinação infalível de lascas de abobrinha, presunto parma, parmesão e farinha de pão crocante

Imagine uma rotisseria de bairro, que serve uma deliciosa comida italiana para viagem ou à la carte, em um pequeno e aconchegante salão, no Campo Belo. Agora acrescente ao local o sobrenome Tatini, de uma família cuja história começou há mais de um século, na Itália, e se propagou em São Paulo, na década de 50.

Ao dar a primeira garfada em um simples fettuccine com abobrinha, presunto parma e parmesão você vai perceber o carinho dos Tatini com os sabores da Itália.

Escalope de vitelo e risotto milanês (Foto: Kay Gentile Fogaça)

Tive o prazer de celebrar o aniversário da querida amiga Mariana com os ‘cari amici’  no Tatini Rosticceria, em um sábado de feriado. O plano era celebrar em outro restaurante, mas o dono resolveu fechar as portas em um sábado de feriado – vai entender – e o Tatini estava lá, de braços abertos para nos acomodar.

O atendimento carinhoso com os fregueses Mariana e Laham, bem no clima ‘lá em casa’, já agradou. O cardápio, renovado diariamente, oferece opções mais triviais como o frango ao molho de limão – macio e saboroso – acompanhado de arroz a grega e batata palha (R$ 27), e tradicionais como o escalope de vitelo ao molho madeira com risotto milanês (R$ 50).

Lulas ao vinagrete, no balcão de antepastos, parecem apetitosas

Segui a dica da Mari, fiquei com o fettuccine (R$ 29) e me encantei com a massa caseira em uma combinação infalível de lascas de abobrinha – meu legume favorito – parma, parmesão e farinha de pão  crocante. Para acompanhar o prato perfeito, uma taça do leve tinto Cardetto Rupestro selecionado pelo Maurício.

Serviço à la carte no pequeno e aconchegante salão com cardápio atualizado diariamente

Logo na chegada fui espiar o balcão de antepastos, molhos, massas, compotas e outras especialidades. A salada de lulas me pareceu bem apetitosa, mas vou deixar para a próxima visita, e os molhos pareciam incríveis, mas achei os preços salgados (R$ 26 o vidro de 500 ml). No fim das contas saí do Tatini à francesa levando uma quiche lorraine para viagem (R$ 34) – outra ótima dica da Mari.

Antes da abertura da rostisseria, em 1993, a família já era conhecida pelo Restaurante Tatini, hoje localizado na Rua Batataes, 558, no Jardim Paulista. O local ganhou o selo de italiano ‘legítimo’ entre 30 cantinas de São Paulo.

Tatiti Rosticceria
Rua João de Souza Dias, 307 – Campo Belo.
Tels.: (11) 5535-0237/5535-5039

Programa sem erro

junho 20, 2009

Rondelli verde com molho romanesca do Pasta & Vino

Rondelli verde com molho romanesca do Pasta & Vino

Aqui vai uma dica cultural e gastronômica, sem erro, para o final de semana: a adaptação de “A Comédia dos Erros“, em cartaz no Teatro Imprensa, e um jantar no Pasta & Vino, na sequência. Junte estes dois clássicos, em boa companhia, e a felicidade está garantida.

Há muito tempo queria conhecer o Pasta & Vino, aberto em 1992, nos Jardins, que oferece um extenso cardápio da cozinha italiana 24 horas. É uma ótima pedida para fugir do cheese salada, que rima com a fome pós-balada, e das cantinas do Bixiga lotadas pelo público dos teatros.

Boa pedida após um programa cultural ou balada em São Paulo

Cantina 24 horas: Boa pedida após um programa cultural ou balada em São Paulo

Depois de assistir a divertidíssima adaptação de Shakespeare, a convite do querido Marcelo Laham, que arrancou gargalhadas e aplausos espontâneos da plateia (veja aqui um trecho da peça), juntamos os amigos de fé para jantar por volta das 23h no restaurante que não para nunca.

Para começar a celebração pedimos um leve vinho Trentino, o Mezzacorona (R$ 58), com a ajuda do sommelier Bartholomeu, que agradou a todos.

Rigatoni com abobrinha e parmesão (R$ 22 a porção individual)

Rigatoni con Le Zucchini: a bela dupla abobrinha e parmesão por R$ 22 (porção individual)

O couvert (R$ 6), simples e gostoso, inclui pão italiano, manteiga, sardela e bom patê de queijo. Para animar a espera, que pode ser longa, alertou Laham, divida a sopa de cebola (R$ 25,50) com alguém. A porção é farta e concentrada, porém deliciosa e vem com uma camada de pão gratinado com queijo por cima – bem melhor do que o minestrone (R$ 20), que estranhei ser feito com caldo de feijão.

Minestroni com caldo de feijão? Melhor dividir a Sopa de Cebola de entrada

Minestroni com caldo de feijão? Melhor dividir a deliciosa Sopa de Cebola de entrada

Os pedidos principais foram o Rondelli Verde (rocambole com recheio de presunto e muzzarela) ao molho romanesca, do Laham e da Mariana (R$ 22 a porção individual e R$ 44 para dois), o Rigatoni con Le Zucchini (abobrinha refogada e parmesão), da Cecília (mesmo preço do rondelli), e o Scaloppine al Gongorzola (com arroz no próprio molho) para Silvia e Rodolfo (R$ 43). Silvia elogiou a leveza do molho porque gorgonzola, geralmente, é power. E eu tomei tanta sopa que pulei o prato principal, mas provei o rondelli da Mari, que estava ótimo.

Agito: jantar com os amigos até 2h sem ver o tempo passar

Agito: jantar com os amigos até 2h sem ver o tempo passar

As sobremesas parecem tentadoras. Vi a preparação do Merengue com Morango (R$ 13) no balcão e vou reservar espaço para ele na próxima vez.

Outro ponto positivo de um restaurante 24 horas é o agito… ele deixa você matar as saudades dos amigos ou ter um jantar romântico, sem ver o tempo passar. Ali não tem garçom olhando feio para sua mesa ou varrendo seu pé na esperança de que você peça logo a conta. E depois de boas risadas e uma refeição gostosa, cheguei em casa às 2h30 da manhã, feliz da vida.

Pasta & Vino – Rua Barão de Capanema, 206 (Esquina com a Rua Peixoto Gomide) – Jardim Paulista. Tels.: (11) 3081-8747 / 3062-7542. Aberto 24 horas (restaurante e delivery). O restaurante entrega em toda a cidade (a taxa pode variar de R$ 2,50 a R$ 10 dependendo da região).

%d blogueiros gostam disto: