Unidos da comida taiwanesa

fevereiro 16, 2020

A incrível receita de berinjela empanada à moda taiwanesa do Mapu, na Vila Mariana.*

O restaurante taiwanes Mapu, na Vila Mariana, é minha dica para quem quer se divertir no carnaval de São Paulo e experimentar uma comida diferente e deliciosa entre um bloquinho e outro.

Cogumelos sortidos com macarrão de arroz para aproveitar o molho.*

Ao provar a berinjela empanada ao molho de missô e shoyu (R$ 23) você entende porque a casa está sempre lotada. Eu nem sou muito fã de berinjela, mas fiquei impressionada com o empanado crocante por fora e cremoso por dentro. A receita é da mãe dos donos. Imperdível.

Costelinha de porco ao molho de tamarindo e cupuaçu com castanha de caju e coentro.*

O Mapu começou como food truck e ainda circula por aí, mas também decidiu fixar sua cozinha no ano passado em uma simpática casinha na Rua Áurea. Na minha primeira visita com uma turma de amigos ficamos só nas entradas, nos pratos para compartilhar.

A porção de cogumelos no vapor é outra surpresa boa (R$ 28). O prato de cogumelos variados servidos em um leve molho de shoyo, alho, cebolinha vem acompanhado de um finíssimo macarrão de arroz que você mistura ao caldo depois. Só alegria.

Xian Bing Nirá: dumplins grelhados com recheio vegetariano.*

Prove também a costelinha de porco hoisin com molho de tamarindo, cupuaçu, castanha de caju e coentro (R$ 25) acompanhada de tomates verdes, o Taiwan frango crocante bem sequinho servido com manjericão (R$ 25) e os dumplins Xian Bing Nirá com recheio de vegetais. Uma delícia com a pimentinha da casa (R$ 16 duas unidades).

Taiwan frango crocante bem sequinho com folhas de manjericão.*

O cardápio de Baos, sanduíches com pão bem macio cozido no vapor, também merece ser explorado. Prove o suculento Taiwan Bao Tradicional (R$ 20) que leva panceta, amendoim e coentro ou a versão com carne de porco desfiada (R$ 19). Para os vegetarianos tem opções com ‘carne’ vegetal e com cogumelos.

Taiwan Bao Pulled Pork com amendoim e coentro.*

Para refrescar você pode optar por bebidas taiwanesas como a sidra de maçã (R$ 8) ou pelas cervejas artesanais de Campinas da Cervejaria Tábuas, como a Lenha APA (R$ 31). Como as artesanais têm preço elevado você também pode contar com uma Heineken long neck (R$ 10).

Sidra taiwanesa é uma das opções para refrescar assim como as cervejas da Tábuas.*

Entre as duas opções de sobremesa está o intrigante Ice Bao – um pão no vapor recheado com sorvete de gergelim preto. A cor cinzenta do sorvete nã é muito atrativa, mas o saber é interessante. É legal para matar a curiosidade.

O cardápio do Mapu inclui pratos com arroz e noodles, mas na próxima vez eu chego lá. Legal dar uma espiada no Insta dos caras para ver os horários durante o Carnaval e checar cedo.

*Agradecimentos ao amigo Edgard Kanamaru pelas ótimas dicas gastronômicas e belas fotos.

Mapu restaurante
Rua Áurea, 307 – Vila Mariana, São Paulo (SP)
Tel. e WhatsApp: (11) 5083-4778

Horários: Terça a sexta das 18h30 às 22h. Sábado das 12h às 15h30 e das 18h30 às 22h (Fecha Domingo e Segunda).
Instagram: https://www.instagram.com/mapurestaurante/

Comida popular japonesa

janeiro 27, 2019

img_1792Comidinhas muito encontradas nas ruas do Japão, o takoyaki, um bolinho cremoso recheado de polvo, e okonomiyaki, uma espécie de panqueca com repolho e recheios, são as especialidades do Yu Yatai. O pequeno e simpático restaurante começou circulando seu food truck (yatai) pela cidade e depois abriu seu espaço pertinho do metrô Praça da Árvore. A dica veio do amigo Edgar, que nos levou para conhecer esses quitutes da culinária popular japonesa.
img_1791A porção de bolinhos vem pelando em uma chapa quente. Por cima, um toque de maionese, molho especial – sim, é isso mesmo – e katsuobushi, raspas ‘dançantes’ de peixe seco, que ficam se movimentando com o vapor da comida. Para acompanhar, você pode pedir uma cerveja japonesa Orion, feita em Okinawa (R$ 19,80) ou uma das criações artesanais da Japas Cervejaria, com jasmin ou wasabi (R$ 17,90 cada).
img_1787Fora o takoyaki original, a casa serve versões com recheios de shimeji, camarão ou queijo. A chapa com dez unidades custa R$ 26. Gostei do takoyaki, mas o que conquistou a turma na mesa foi o okonomiyaki. Essa espécie de panqueca japonesa vem recheada de repolho, cebolinha gengibre e fatias de bacon (hummm…). Esse é o básico e aí você escolhe os recheios especiais.
img_1793Provamos as panquecas com carne de porco desfiada (R$ 24) e vegetariana (R$ 24) recheada de abóbora kabocha. Ambas vem servidas com molho, maionese e um toque artístico estilo ‘cappuccino de barista’. A versão com carne de porco também leva as raspinhas de peixe dançantes por cima. Muito gostosa.
milanesaO lugar é uma boa pedida tanto para dividir porções com os amigos como para jantar já que o cardápio oferece uma boa variedade de pratos completos, no estilo teishoku. Pedimos o saboroso e bem servido Tonkatsu Teishoku com milanesa de porco, gohan, missoshiru e raiz de bardana temperadinha (R$ 25,50).
karaagueVocê também pode pedir uma entrada e um teishoku, se preferir. Entre as opções para abrir o apetite estão porções de guiosa, shimeji na manteiga, kimchi (conserva de acelga picante que vai bem com carnes ou sozinha mesmo) entre outras. Pedimos o frango frito crocante, o karaage (R$ 18), mas achamos crocante demais. Geralmente esse estilo tem uma crosta mais fininha.

Valeu muito a pena conhecer Yu Yatai. Saímos de lá bem satisfeitos e felizes em explorar outros sabores da culinária japonesa. O restaurante também tem delivery e o yatai continua circulando por aí. Vale dar uma olhada na agenda do food truck no site.

Yu Yatai
Rua das Rosas, 52 – Miradópolis (Metrô praça da Árvore)
Tel.: (11) 5587-4530
São Paulo – SP

Piadina de bom gosto

maio 28, 2017

Piadina de rosbife com cebolas caramelizadas do Via Emilia, em Pinheiros.

Encontrei um lugarzinho legal para comer piadinha, em Pinheiros. O Via Emilia, pertinho da estação Fradique Coutinho, oferece diversas opções de recheio para o lanche de massa fina e crocante feito na hora, com bons preços.

Ao chegar na piadineria, uma lambreta embaixo do piso de vidro já te transporta para a Itália. Entre as opções de entrada você encontra clássicos como os bolinhos arancini, bruschettas e porções de frios.

Se quiser ir direto ao ponto, a piadina é bem servida e acompanha salada verde ou chips de raízes (mandioquinha, batata doce etc.). Como adoro a piadina de rosbife da Piadina Romagnola, resolvi fazer uma comparação. A versão do Via Emilia leva cebolas caramelizadas, que dão um toque adocicado ao lanche, e folhas de rúcula frescas. Bem saboroso.

Café gostoso no estilo italiano após o almoço.

O cardápio tem mais de 20 opções de piadinas, que levam os nomes de cidades da Emilia-Romagna, de onde vem a receita. Os recheios vão do presunto de parma a versões abrasileiradas com linguiça ou costela. Também há opções para os vegetarianos e versões doces, mas não sou muita chegada. Os preços ficam entre R$ 28 e R$ 32.

A piadina é tradicional da cozinha romagnola, da região da Emilia-Romagna. Por lá, o lanche não custa mais do que 5 euros – ótima opção para os turistas também. Dizem que a receita veio dos romanos, inspirados nos povos do Oriente Médio. Por isso, se um recheio de rosbife com queijo e tomate trouxer um beirute à memória, não deve ser coincidência. Mas o importante é que piadina é uma delícia e vai te fazer sorrir.

Via Emilia
Rua dos Pinheiros, 537
Tel.: (11) 3062-2437
http://www.viaemiliapiadineria.com/

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

Tá corrido? Tá. Então a dica é o ‘Menu Guapa’, um combo de empanadas e salada do La Guapa, a casa de empanadas artesanais da chef argentina Paola Carosella. Os sabores e a qualidade são ótimos, o preço é honesto (R$ 24) e o esquema é saudável. Isso se você escapar da sobremesa.

Combo do La Guapa tem duas empanadas e salada farta com fatias de queijo Canastra.

Menu Guapa tem empanadas e salada orgânica com fatias de queijo Canastra.

São dois sabores à escolha do freguês. Como a Paola é jurada do MasterChef Brasil, você tem um desafio: escolher entre os oito convidativos recheios disponíveis (muitos vegetarianos, inclusive). Eu geralmente peço três porque tenho uma Magali Inside. Minhas favoritas, até agora, são as de frango caipira (frango livre, ressalta o cardápio), a clássica salteña (carne, azeitonas, ovo e batata) e a vegana (massa de quinoa com recheio de espinafre, abóboras e nozes).

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas e queijo)

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas picantes e queijo).

A salada é guapa e deliciosa: alface, radicchio, tomatinhos orgânicos, amêndoas, fatias generosas de queijo da Serra da Canastra e um suave molho com azeite dando o toque final.

O cardápio gravado na parede do La Guapa, inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

O cardápio gravado na parede inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

Enquanto espero meu pedido, na loja do Itaim, fico lendo o cardápio pintado na parede. Se continuar a leitura você também encontra algumas provas de fogo: sorvete de doce de leite, alfajor da casa e o tabletón (mil folhas com limão siciliano, cacau em pó e recheio de doce de leite servido com chantilly de baunilha e cachaça). Se não der pra resistir, tudo bem. Pensa que você vai comer salada antes.

O La Guapa tem endereços no Itaim e nos Jardins, mas vi que eles também estão no iFood.

La Guapa – Empanadas Artesanais e Café
Rua Bandeira Paulista, 446 – Itaim
Tel.: (11) 3079-2631

Al. Lorena, 1731 – Jd. Paulista
Tel.: (11) 4116-4364

https://www.facebook.com/laguapaempanadas/

As tartes de aspargos com parma, shitake com queijo de cabra e outros sabores da Depois de Paris.

Depois de Paris propões comida com afeto. Em destaque, a tarte de aspargos com parma

Há um ano, a Karina Gentile, minha amiga Kay, decidiu seguir seu coração e criou a Depois de Paris, que oferece tartes, quiches, muffins, brownies e outras delícias por encomenda. A inspiração veio depois de uma viagem à cidade luz, com a família, e do encanto pelas tartes, as tortas abertas francesas.

Tartes têm ingredientes orgânicos e opção de massa integral, em 3 tamanhos: indivisual, médio e grande

Ingredientes orgânicos e opção de massa integral em 3 tamanhos: individual, médio e grande

A Kay é designer, mas sempre amou cozinhar e faz isso muito bem. Nas tardes de papos com ela e, rapidinho, saía um fettuccine Alfredo, um risoto ou uma sopinha de grão de bico. Simples e reconfortante. É aquela comida que te dava um abraço, sabe? Com a Depois de Paris, não foi diferente. Seu lema: “Pra gente, gourmet é afeto”.

Os maravilhosos muffins de escarola (muito fofos e bem recheados) têm versão com bacon

O maravilhoso muffin de escarola (grande, fofinho e bem recheado) têm versão com bacon

Me lembro também da primeira vez que provei as tartes, no ano passado. A Kay tinha feito pesquisas, cursos técnicos, criado um conceito e montado uma cozinha pró em casa. E lá estava a mesa cheirosa e colorida com tartes de aspargos com parma, de queijo de cabra com shitake e de espinafre. Fiquei impressionada com a consistência, macia, com o recheio farto e o equilíbrio de sabores.

Tarte de espinafre. Massa macia, com recheio farto e saboroso

Tarte de espinafre: macia com recheio farto e muito saboroso

Karina tem princípios. Todos os ingredientes são orgânicos e de fornecedores selecionados. O queijo que recheia o bolo salgado com presunto e tomate, por exemplo, vem de um fornecedor do Mercado Municipal e este fornecedor será. Ela tem opção de massa integral (muito boa), mas não dispensa glúten ou latose. O muffin de escarola (fofinho e bem recheado) também tem versão com bacon. Gosto de princípios.

Torta Marguerita com tomates e queijo, também faz sucesso.

Torta Marguerita: combinação perfeita de tomates e queijo

Ainda não provei todos os quitutes – tem uma Quiche Lorraine me esperando para hoje à noite. Oba -, mas a tarte de espinafre é um destaque, na minha opinião. Muito bem recheada, leve e saborosa. Outro sucesso é a Margherita, de tomates e queijo, feita a pedido do marido Maurício, o Mau. Legal ver o efeito de um bom trabalho com ingredientes simples e de qualidade. E ainda por cima é saudável.

O 'brownie da Sabine': massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O ‘brownie da Sabine’: massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O cardápio também tem doces como o cheesecake com frutas vermelhas e o brownie da Sabine, irmã da Kay. Esse clássico, eu conheci há uns 20 anos, quando papeava na cozinha com os Gentile, enquanto a Sabine cortava o chocolate branco que dá o toque no meio da massa. A Depois de Paris resgata a receita com fidelidade e belos pedaços de chocolate branco. É só alegria.

EmbalagemDepois
A Depois de Paris entrega em diversos bairros de São Paulo e está sempre conectada. No Facebook, no Instagram  e no site você pode fazer pedidos, ver os locais de entrega e o cardápio completo, com os preços (a torta média custa R$ 55 e dá para quatro pessoas enquanto o ‘super’ muffin sai por R$ 12 a unidade). Espero que você experimente e se emocione como eu.

Depois de Paris
Facebook: https://www.facebook.com/depoisdeparis
Instagram: @depoisdeparis
Site: http://www.depoisdeparis.com.br/

%d blogueiros gostam disto: