Piadina de bom gosto

maio 28, 2017

Piadina de rosbife com cebolas caramelizadas do Via Emilia, em Pinheiros.

Encontrei um lugarzinho legal para comer piadinha, em Pinheiros. O Via Emilia, pertinho da estação Fradique Coutinho, oferece diversas opções de recheio para o lanche de massa fina e crocante feito na hora, com bons preços.

Ao chegar na piadineria, uma lambreta embaixo do piso de vidro já te transporta para a Itália. Entre as opções de entrada você encontra clássicos como os bolinhos arancini, bruschettas e porções de frios.

Se quiser ir direto ao ponto, a piadina é bem servida e acompanha salada verde ou chips de raízes (mandioquinha, batata doce etc.). Como adoro a piadina de rosbife da Piadina Romagnola, resolvi fazer uma comparação. A versão do Via Emilia leva cebolas caramelizadas, que dão um toque adocicado ao lanche, e folhas de rúcula frescas. Bem saboroso.

Café gostoso no estilo italiano após o almoço.

O cardápio tem mais de 20 opções de piadinas, que levam os nomes de cidades da Emilia-Romagna, de onde vem a receita. Os recheios vão do presunto de parma a versões abrasileiradas com linguiça ou costela. Também há opções para os vegetarianos e versões doces, mas não sou muita chegada. Os preços ficam entre R$ 28 e R$ 32.

A piadina é tradicional da cozinha romagnola, da região da Emilia-Romagna. Por lá, o lanche não custa mais do que 5 euros – ótima opção para os turistas também. Dizem que a receita veio dos romanos, inspirados nos povos do Oriente Médio. Por isso, se um recheio de rosbife com queijo e tomate trouxer um beirute à memória, não deve ser coincidência. Mas o importante é que piadina é uma delícia e vai te fazer sorrir.

Via Emilia
Rua dos Pinheiros, 537
Tel.: (11) 3062-2437
http://www.viaemiliapiadineria.com/

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

La Guapa do Itaim. Casa de empanadas da chef Paola Carosella também tem endereço nos Jardins e está no iFood.

Tá corrido? Tá. Então a dica é o ‘Menu Guapa’, um combo de empanadas e salada do La Guapa, a casa de empanadas artesanais da chef argentina Paola Carosella. Os sabores e a qualidade são ótimos, o preço é honesto (R$ 24) e o esquema é saudável. Isso se você escapar da sobremesa.

Combo do La Guapa tem duas empanadas e salada farta com fatias de queijo Canastra.

Menu Guapa tem empanadas e salada orgânica com fatias de queijo Canastra.

São dois sabores à escolha do freguês. Como a Paola é jurada do MasterChef Brasil, você tem um desafio: escolher entre os oito convidativos recheios disponíveis (muitos vegetarianos, inclusive). Eu geralmente peço três porque tenho uma Magali Inside. Minhas favoritas, até agora, são as de frango caipira (frango livre, ressalta o cardápio), a clássica salteña (carne, azeitonas, ovo e batata) e a vegana (massa de quinoa com recheio de espinafre, abóboras e nozes).

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas e queijo)

Empanadas de frango caipira, salteña (carne) e pucacapas (cebolas caramelizadas picantes e queijo).

A salada é guapa e deliciosa: alface, radicchio, tomatinhos orgânicos, amêndoas, fatias generosas de queijo da Serra da Canastra e um suave molho com azeite dando o toque final.

O cardápio gravado na parede do La Guapa, inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

O cardápio gravado na parede inclui tentadoras sobremesas, como o tabletón.

Enquanto espero meu pedido, na loja do Itaim, fico lendo o cardápio pintado na parede. Se continuar a leitura você também encontra algumas provas de fogo: sorvete de doce de leite, alfajor da casa e o tabletón (mil folhas com limão siciliano, cacau em pó e recheio de doce de leite servido com chantilly de baunilha e cachaça). Se não der pra resistir, tudo bem. Pensa que você vai comer salada antes.

O La Guapa tem endereços no Itaim e nos Jardins, mas vi que eles também estão no iFood.

La Guapa – Empanadas Artesanais e Café
Rua Bandeira Paulista, 446 – Itaim
Tel.: (11) 3079-2631

Al. Lorena, 1731 – Jd. Paulista
Tel.: (11) 4116-4364

https://www.facebook.com/laguapaempanadas/

As tartes de aspargos com parma, shitake com queijo de cabra e outros sabores da Depois de Paris.

Depois de Paris propões comida com afeto. Em destaque, a tarte de aspargos com parma

Há um ano, a Karina Gentile, minha amiga Kay, decidiu seguir seu coração e criou a Depois de Paris, que oferece tartes, quiches, muffins, brownies e outras delícias por encomenda. A inspiração veio depois de uma viagem à cidade luz, com a família, e do encanto pelas tartes, as tortas abertas francesas.

Tartes têm ingredientes orgânicos e opção de massa integral, em 3 tamanhos: indivisual, médio e grande

Ingredientes orgânicos e opção de massa integral em 3 tamanhos: individual, médio e grande

A Kay é designer, mas sempre amou cozinhar e faz isso muito bem. Nas tardes de papos com ela e, rapidinho, saía um fettuccine Alfredo, um risoto ou uma sopinha de grão de bico. Simples e reconfortante. É aquela comida que te dava um abraço, sabe? Com a Depois de Paris, não foi diferente. Seu lema: “Pra gente, gourmet é afeto”.

Os maravilhosos muffins de escarola (muito fofos e bem recheados) têm versão com bacon

O maravilhoso muffin de escarola (grande, fofinho e bem recheado) têm versão com bacon

Me lembro também da primeira vez que provei as tartes, no ano passado. A Kay tinha feito pesquisas, cursos técnicos, criado um conceito e montado uma cozinha pró em casa. E lá estava a mesa cheirosa e colorida com tartes de aspargos com parma, de queijo de cabra com shitake e de espinafre. Fiquei impressionada com a consistência, macia, com o recheio farto e o equilíbrio de sabores.

Tarte de espinafre. Massa macia, com recheio farto e saboroso

Tarte de espinafre: macia com recheio farto e muito saboroso

Karina tem princípios. Todos os ingredientes são orgânicos e de fornecedores selecionados. O queijo que recheia o bolo salgado com presunto e tomate, por exemplo, vem de um fornecedor do Mercado Municipal e este fornecedor será. Ela tem opção de massa integral (muito boa), mas não dispensa glúten ou latose. O muffin de escarola (fofinho e bem recheado) também tem versão com bacon. Gosto de princípios.

Torta Marguerita com tomates e queijo, também faz sucesso.

Torta Marguerita: combinação perfeita de tomates e queijo

Ainda não provei todos os quitutes – tem uma Quiche Lorraine me esperando para hoje à noite. Oba -, mas a tarte de espinafre é um destaque, na minha opinião. Muito bem recheada, leve e saborosa. Outro sucesso é a Margherita, de tomates e queijo, feita a pedido do marido Maurício, o Mau. Legal ver o efeito de um bom trabalho com ingredientes simples e de qualidade. E ainda por cima é saudável.

O 'brownie da Sabine': massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O ‘brownie da Sabine’: massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O cardápio também tem doces como o cheesecake com frutas vermelhas e o brownie da Sabine, irmã da Kay. Esse clássico, eu conheci há uns 20 anos, quando papeava na cozinha com os Gentile, enquanto a Sabine cortava o chocolate branco que dá o toque no meio da massa. A Depois de Paris resgata a receita com fidelidade e belos pedaços de chocolate branco. É só alegria.

EmbalagemDepois
A Depois de Paris entrega em diversos bairros de São Paulo e está sempre conectada. No Facebook, no Instagram  e no site você pode fazer pedidos, ver os locais de entrega e o cardápio completo, com os preços (a torta média custa R$ 55 e dá para quatro pessoas enquanto o ‘super’ muffin sai por R$ 12 a unidade). Espero que você experimente e se emocione como eu.

Depois de Paris
Facebook: https://www.facebook.com/depoisdeparis
Instagram: @depoisdeparis
Site: http://www.depoisdeparis.com.br/

Pão artesanal fresquinho e sem frescura na Shimura do Shopping Paulista

Pão artesanal fresquinho e sem frescura na Shimura do Shopping Paulista

Achei meio inusitado sentir aquele cheiro gostoso de pão fresquinho no corredor do shopping, mas era isso mesmo. Do lado de uma loja de roupas masculinas saía uma fornada de baguetes e uma cesta de pães franceses da padaria Shimura Pães e Doces, inaugurada há três meses no Shopping Pátio Paulista.

Difícil resistir a uma bela e macia fatia da belíssima rosca de calabresa

Difícil resistir a uma bela e macia fatia da belíssima rosca de calabresa

Logo me aproximei do balcão para conhecer os quitutes do renomado mestre-padeiro e confeiteiro Rogério Shimura, que já foi parceiro de Alex Atala e comanda a Levain Escola de Panificação no Ipiranga.

Muffins de cenoura e chocolate (R$ 4 cada). Tem também limão siciliano e banana.

Muffins de cenoura e chocolate (R$ 4 cada). Tem também limão siciliano e banana.

Além de pães (francês, italiano, baguete etc.) feitos com a técnica levain de fermentação natural, a vitrine exibe doces e bolos convidativos como os muffins (R$ 4 cada) de limão siciliano, chocolate, cenoura e banana. Provei o de limão siciliano agora há pouco e coloquei um pouco de cream cheese por cima pra dar mais uma alegria. Excelente.

Baguete tradicional (R$ 6 cada) da Shimura Pães e Doces.

Baguete tradicional (R$ 6 cada) da Shimura Pães e Doces.

Também não deu pra resistir a uma fatia da suntuosa rosca de linguiça, alta e macia (R$ 45 o quilo) dando um ‘ciao’ na vitrine e a uma baguete tradicional (R$ 6) para viagem.

Muffin de limão siciliano (uma delícia com cream cheese). Ao fundo, o bolinho de banana

Muffin de limão siciliano (uma delícia com cream cheese). Ao fundo, o bolinho de banana

A unidade do Pátio Paulista é a primeira de outras unidades que o mestre-padeiro deve inaugurar em shopping centers, conforme comentou uma das atendentes. Vamos torcer.

Pão italiano dando um 'ciao bello' prateleira. Panificação com técnica levain é forte da casa.

Pão italiano dando um ‘ciao bello’ na prateleira. Panificação com técnica levain é forte da casa.

Ao lado da padaria há duas mesas coletivas de madeira rústica para quem quiser tomar café e comer os pães ou bolos quentinhos por lá mesmo. Hummm! Que delícia.

Shimura Pães e Doces
Shopping Pátio Paulista – Piso Paulista
Rua Treze de Maio, 1947 – Bela Vista, São Paulo – SP
Telefone: (11) 2219-2907

'Chica Doida Du Goiás' na Feirinha: pamonha salgada cremosa com linguiça na cachaça

‘Chica Doida Du Goiás’ na Feirinha: pamonha salgada cremosa com linguiça na cachaça

Que tal trocar o frango assado do domingão por hambúrguer de costela com molho de cebola caramelizada ou pamonha de colher com linguiça na cachaça? A dica é fazer um passeio gourmet na Feirinha Gastronômica, aos domingos, na Praça Benedito Calixto.

A feira reúne cerca de 30 participantes, entre chefs profissionais e amadores, que vendem especialidades como hambúrguer, ceviche, pasteis indianos (samosas), macaxeira recheada, espetinhos japoneses (yakitori), crepes, tapioca, massas, doces etc. Os preços variam entre R$ 15 e R$ 25.

Domingo na Feirinha Gastronômica

Domingo na Feirinha Gastronômica, na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros

O legal do evento, que está no “Espaço Qualquer Coisa” desde agosto do ano passado, é que você encontra comidinhas diferentes a cada mês. Estive por lá recentemente para provar a “Chica Doida Du Goiás”, uma pamonha salgada de colher com queijo da Canastra, que a Larissa Januário, do site Sem Medida, resgatou. Gostei tanto que compartilhei na TV, nas dicas do G1 para o Bom Dia São Paulo da última sexta (25).

Para rechear a cremosa pamonha você tem quatro opções: linguiça na cachaça ou carne seca na manteiga (R$ 20 cada), frango caipira ou vegetais salteados (R$ 16 cada). Eu fui na de linguiça e finalizei com um molhinho de pequi que fica na bancada junto com molhinhos de pimenta. O prato cremoso e cheio de sabores surpreende a cada colherada. Para acompanhar recomendo uma tacinha de vinho do “trailer wine bar” Los Mendonzitos (R$ 10 a R$ 16 a taça).

Almoço na praça: Costela de porco na brasa e banana da terra

Almoço na praça: Costela de porco na brasa com molho barbecue e banana da terra

Também dei uma mordida no burguer de costela de boi com molho de cebola caramelizada (R$ 20 no combo com Coca de 600 ml) que o Fábio escolheu. Achei bem saboroso (o molho é levemente adocicado), mas faltou uma pitadinha de sal na carne e podia ser maior. Deu gostinho de quero mais.

Por fim, dividimos um churrasco de costelinha de porco à moda colombiana, com molho barbecue, acompanhado de banana da terra assada. Esta é uma das especialidades da banca Locombia, que também tem opções de coxinhas de frango e linguiça caseira.

Cerveja Brooklyn Beer Lager para combinar com a costela de porco

Cerveja Brooklyn Beer Lager para combinar com a costela de porco

A costelinha estava bem macia e saborosa, mas o molho não tinha cara de caseiro. Harmonizou bem com a cerveja artesanal americana Brooklyn Beer Lager (R$ 15). Para comer na praça sem fazer lambança você ganha luvinhas de plástico. Boa ideia.

Atenção: É importante chegar cedo para garantir seu almoço porque alguns pratos acabam mais para o fim da tarde. Cheguei por volta das 13h e o espaço já estava bem movimentado, com fila na porta. Não se assuste porque a fila anda. Na entrada você recebe um carimbo em forma de “like do Facebook” no pulso para ir e voltar quando quiser. Depois é só curtir.

Feirinha Gastronômica
Praça Benedito Calixto, 85 – Pinheiros, São Paulo
Domingos, das 12h às 19h
www.feirinhagastronomica.com.br

Além do Pastel de Belém

novembro 3, 2013

Pastéis de Natas siando fo forno na Casa Mathilde
Se estiver para os lados do metrôs São Bento ou Sé faça uma pausa para apreciar pelo menos um doce português da Casa Mathilde e/ou levar alguns para viagem.

O local amplo e reformado, com mezinhas no térreo e um belo mezanino,  oferece uma variedade respeitável de quitutes e pães portugueses feitos no local. No fim do longo balcão de tentações, uma vitrine exibe a preparação de iguarias como os clássicos “Pastéis de Nata” – massa folhada assada recheada de gema de ovos e creme de leite. Bonito de se ver e melhor ainda de comer.

IMG_0250

Mas é de nata ou de Belém? A receita é a mesma, mas os portugueses só chamam de Pastel de Belém o quitute feito pela confeitaria Pastéis de Belém,  em Lisboa. “Os outros são pastéis de natas mesmo”, confirmou recentemente ao Braun Café um executivo português recém-chegado do Porto para morar em Curitiba.

IMG_0253

Na Casa Mathilde vale provar outras iguarias além do famoso pastel como o delicioso “Mimos da Pena”, o primo português do quindim, e o “Pastel de São Bento”, recheado de amêndoas com toque de limão. Os preços estão na faixa de R$ 4,80 a unidade e mesmo quem não é chegado a doces com ovos [que pena] encontra opções como o ”salame de chocolate”. Difícil escapar.

Casa Mathilde – Doçaria Tradicional Portuguesa
Praça Antônio Prado, 76 – Sé  – São Paulo (SP)
Tel.: (11) 3106-9605
Segunda a sexta-feira, das 9h às 19:30 e aos sábados das 9h30 às 16h30. Fecha aos domingos e feriados.
https://www.facebook.com/CasaMathilde

Por Mario Nagano*

Pastelaria Hirata, no centro de Marília (SP), ficou famosa pelo pastel de carne com ovo

Fundada em 1945, a tradicional Pastelaria Hirata fica localizada no antigo Mercado Municipal de Marília (atual Mercadão 9 de Julho), no interior paulista. O local seria mais uma lanchonete de centro, se não fosse por um item do seu cardápio que a tornou famosa dentro e até fora da cidade: o seu Pastel de Ovo. Continue lendo »

%d blogueiros gostam disto: