Antepastel

agosto 31, 2008


Até na praia a gente recebe missões gastronômicas. Incrível. Em uma noite de sexta-feira ao comentar que iria a Boracéia, no litoral norte, passar o fim de semana, logo Felitti e Camila me recomendaram o pastel de beringela da barraca da praia. “Pastel de beringela?”, comentei. “Que específico…”. Mas a recomendação era forte e eu tinha de provar a iguaria, embora beringela não seja um dos meus legumes favoritos.

Já ambientada de biquini, protetor solar, pé na areia e uma cerveja, tinha a determinação de mergulhar no mar gelado e encontrar o tal pastel. A praia não era muito grande e logo avistei a faixa “PASTEL” em uma barraca com várias pessoas a alguns metros de onde estava.

Cheguei na barraca dizendo que vinha de São Paulo com a recomendação. O pessoal simpático fez questão de mostrar o recheio do pastel (R$ 4) que é feito na hora: uma espécie de caponata (beringela, pimentão e cebola curtidos no azeite e no vinagre). A moça colocou na massa uma generosa porção do antepasto, salpicou com mussarela ralada, fechou e fritou.


Comer um pastel de antepasto foi uma experiência nova. Já havia experimentado um ótimo pastelzinho de beringela com queijo no Bar do Magrão, mas aquele era diferente. Desviando dos pingos do recheio – conforme já havia alertado Felitti – devorei o ‘antepastel’ e gostei. O quitute só pecou pela massa pesada, meio cream cracker. Mas se as feiras livres paulistanas quiserem copiar a idéia, terão freguesia garantida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: