Epopéia do peru e lentilha da sorte

janeiro 8, 2008

Vou fazer esse ‘toast’ retroativo mesmo. Peço desculpas, mas não posso deixar de contar a epopéia do peru, que resolvi preparar pela primeira vez no último Natal e de dar a dica da ‘lentilha 2008’.Para começar deu tudo certo. O sabor do peru (Sadia) ficou ótimo, a textura muito macia, o termômetro subiu na hora e foi tudo uma delícia. Quero agradecer a Marisa, minha mãe, que acompanhou o processo pelo telefone (rs), e à querida Gisele, que me deu uma receita de tempero fácil e maravilhosa.

perulavado.jpg

Peru realmente é um prato para datas especiais. Você deve se dedicar a ele. Só o processo de assar leva mais de três horas para um peru de três quilos. Agora entendo porque é feito praticamente uma vez por ano. Mas a regra número um é que você deve se divertir com tudo isso.

Primeiro você começa a pensar no peru com uns quatro dias de antecedência. É claro que ele pode ser feito no mesmo dia, para quem acredita que ele já vem temperado e descongela a ave no microondas.

Nada contra, mas acho que o Natal é um momento de tradições familiares. Isso quer dizer que eu já estava falando do peru com minha mãe e meus amigos uma semana antes de assá-lo, no sábado, dia 21, para uma celebração ‘pré-Natal’. E também significa que não acreditamos no tempero do fornecedor e nem no microondas.

perutempero.jpg

O peru foi descongelado na geladeira por 48 horas e só então temperado. No dia de temperar, uma quinta-feira, abri uma cerveja e resolvi me divertir. Lavei em o peru, tirei o saquinho plástico com os miúdos (tem gente que esquece lá dentro), tirei fotos e então segui a excelente dica da Gi. Aqui vai:

“Amasse com um pilão dentes de alho, sal grosso, alecrim e tominho frescos. Não bata no processador! E espalhe bem pelo peru. Antes de assar, pegue um limão siciliano, faça furinhos nele com o garfo e coloque-o dentro do peru.”

Incluí grãos de pimenta do reino para amassar no tempero, espalhei bem e coloquei até sábado marinando na geladeira. No dia do preparo reguei o peru com um copo de vinho branco, amarrei as coxas com barbante, cobri com alumínio e beleza. Depois de uma hora e meia, o alumínio deve ser retirado para que o peru, até então cozido, deva dourar.

peru.jpg

Neste momento é importante controlar a ansiedade. É Natal, tenha paciência e regue o peru com o caldo da assadeira a cada 30 minutos, mais ou menos. Parece que o ele nunca mais vai ficar dourado, que você está fazendo alguma burrada, mas tenha fé. Ele vai ficar lindo, como nas fotos das revistas de culinária, e o termômetro indicará que está pronto – embora a esta altura você já tenha se esquecido de que existe um termômetro, já tenha acendido a luz do forno umas 20 vezes e já tenha tomado alguns goles de vinho…

Agora a dica do reveillon, com agradecimentos ao Pedro, que tem uma santa paciência, e à minha mãe, idem.

A tradicional lentilha da ceia de ano novo pode ser servida fria, com uma espécie de vinagrete. Lave bem a lentilha seca, deixe de molho na água fria por umas três horas, cozinhe na panela normal (sem pressão) por dez minutos (até ficar al dente) e escorra a água.

Enquanto a lentilha esfria, pique tomates (sem sementes), cebolas e um dente ou dois de alho. Dê uma dourada neles com azeite na frigideira e acrescente às lentilhas. Adicione salsinha picada, cebolinha e tempere com limão (ou vinagre de vinho branco), azeite e sal (ou shoyu). Coloque na geladeira e sirva após a contagem regressiva. Alimenta e ainda dá sorte!

Anúncios

One Response to “Epopéia do peru e lentilha da sorte”


  1. Gostei de conhecer teu cantinho.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: