Tapas y besos

fevereiro 23, 2009

Lulas grelhadas com páprica, pães variados e azeite no couvert

Lulas grelhadas, pães variados e azeites no couvert do Eñe

Ocasiões especiais merecem sabores a altura. Nada como guardar suas melhores lembranças – a alegria de estar entre amigos e recitar ‘parabéns a você’ para não tumultuar o restaurante – no coração e no paladar.

Os espanhóis sabem muito bem disso e saem de bar em bar provando deliciosos petiscos para celebrar a vida. Então saímos de tapas para comemorar o aniversário da Cecília, no badalado restaurante Eñe Restaurante, no Itaim.

Recriações da comida espanhola com preços razoáveis

Recriações da comida espanhola com preços razoáveis

Badalado, moderno e caríssimo? Nem sempre. Ficamos nas tapas*, sem pedir os pratos principais, e provamos deliciosas reinvenções da culinária espanhola criadas pelos chefs Sergio e Javier Torres Martinez com preços que variam de R$ 12 pelo clássico ‘pan con tomate’ a R$ 18 por deliciosas vieiras servidas com espuma de salsinha.

Para acompanhar, degustamos três vinhos da carta de espanhóis bem selecionados por Karina Gentile*: um Cava (espumante da Catalunha feito no mesmo método ‘champenoise’ de Champagne) e dois tintos (incluindo um Marqués de Tomares (Rioja) – Tempranillo/Graciano 2006).

Linguicinhas e drinks para tapear [a fome] no balcão

Linguicinhas e drinks para tapear a fome no balcão

O atendimento do Eñe é primoroso e simpático – nada de mesuras que deixam o cliente desconfortável. O extenso balcão convida o cliente a tomar um drink (o suco de tomate é ótimo) e ‘picar’ saborosas linguicinhas no azeite com páprica, antes de ir para a mesa.

Na mesa bem arrumada, uma dupla de azeites com diferentes níveis de acidez e um potinho com cristais de sal dão graça aos pães variados (incluindo passas com nozes e alecrim) servidos constantemente pelo garçom.

Nem todas as tapas são reinventadas. O ‘pan con tomate’ e as croquetas caseras de jamón ibérico (R$ 15) seguem o mesmo jeitão espanhol, assim como as lulas (tenras e saborosas) nas versões com azeite e páprica e “elegantemente vestidas”, um trocadilho bacana para lulas a dorê.

Pan con tomate e a versão 'mansa' das 'patatas bravas'

Pan con tomate e a versão 'mansa' das 'patatas bravas'

Já as patatas bravas (ou ‘papas bravas’) do Eñe são ‘mansinhas’. No lugar da porção servida como maionese de batatas da Espanha, chegam à mesa lindos rolinhos de batatas com um toque de creme picante por cima. A ordem dos fatores faz toda a diferença no paladar. Impossível provar uma só.

Experiência: Vieiras con crema de perejil

Experiência: Vieiras con crema de perejil

Outra experiência interessante é a porção de “Vieiras con crema de perejil”. A porção consiste em quatro colheres de louça com um creme ao fundo e a vieira cozida coberta por uma espuma de salsinha. Siga a instrução do garçom e coloque a colher na boca de uma só vez saboreando texturas diferentes com um final cremoso. Acho que dá para sacar um pouquinho do que Ferran Adrià fez com a culinária espanhola.

Para adoçar o paladar pedimos uma degustação de sobremesas (R$ 25) que foi avidamente devorada pelos comensais. De todos os deliciosos doces, o creme catalão (R$ 11) foi o que me marcou mais. Apesar da aparência, a sobremesa não tem nada a ver com o creme brulée. Por baixo da camada de açúcar queimado surge um creme suave e saboroso.

Degustação de sobremesas: destaque para o creme catalão

Degustação de sobremesas: ponto para o creme catalão

Quem estiver interessando em jantar mesmo pode optar por pratos principais que variam de R$ 35 (galeto com arroz selvagem) a R$ 58  (posta de bacalhau ao azeite e aolho). O menu degustação tem versões de R$ 85 e R$ 130 e quem tem a sorte de trabalhar por perto, pode pegar o almoço executivo com paella por R$ 37 durante a semana.

Muitas tapas e muitos besos después, a conta saiu a R$ 80 por pessoa. Pelo que comi e bebi achei o preço bem razoável. Prova de que é possível se divertir, experimentar sabores diferentes, em um lugar bacana, sem gastar os tubos. Cumpleaños felices!

Eñe Restaurante – Rua Dr. Mário Ferraz, 213 – Itaim / São Paulo – SP. Tel.: (11) 3816-4333.

*Karina também fez as melhores fotos deste toast (à luz de velas).
*Entre as 13 opções de tapas fritas destaca-se o Jamón Joselito Gran reserva. Segundo o cardápio, o Joselito é “O melhor presunto cru do mundo.”

Anúncios

5 Responses to “Tapas y besos”

  1. Ale Daloia Says:

    Boa Dani Braun!
    Concordo com tudo.
    Foi uma experiência elegante e saborosa.
    Bjs
    Ale

    Curtir

  2. Renata Says:

    Dani, a recomendação é: se puder, vá ao Eñe. Fui lá uma vez em um almoço com o “seu” Fontes e depois disso vivo sonhando em voltar. Não que seja a coisa mais cara do mundo, apesar de bem salgadinho, mas é que é aquela coisa, né? Ir até o Itaim nessa fase sem carro? zzzzzzzzzzzzzzzzz

    Curtir


  3. […] fiquei feliz só de ver o cardápio do Eñe na lista da Restaurant Week. Acabei de falar deste delicioso espanhol aqui no Braun Café e as […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: