Que tudo se realize…

janeiro 3, 2010

Preparação para o projeto Veuve Underground: champagne e ovas 'tipo caviar'
Que em 2010 todos os seus desejos gastronômicos se realizem. Em dezembro coloquei em prática uma ideia cultivada há alguns anos com minha amiga Cecília: provar champagne com caviar, uma harmonização clássica. O problema era o custo, mas um pouco de ‘impulso’ no free shop ajudou a realizar o projeto “Veuve Underground” em casa.


Estava de olho em alguma promoção de champagne, mas não tem milagre (exceto o milagre de Natal do Maurício). No free shop encontrei Moet & Chandon por US$ 59, mas na volta já estava esgotado. Para não perder a empolgação, levei um Veuve Clicquot Brut por US$ 66. Fazendo as contas, em relação ao valor médio cobrado por aqui, a economia foi de praticamente 100 reais. Que beleza!


Entrei com o champagne e a Cecília com o caviar. No Empório Santa Maria, ela comprou ovas ‘tipo caviar’ de capelin (peixe da Islândia) e de salmão, por cerca de R$ 20 cada vidro (deu muito bem para três e sobrou).

O verdadeiro caviar, com ovas de esturjão, é muito raro e rima com muio caro então fomos de ‘caviar cover’ mesmo. De sabor mais suave do que as de salmão, as crocantes e microscópicas ovas de capelin fizeram sucesso em nosso projeto.


Para compor a tradição, o empório já vende bandejas prontas dos tradicionais blinis (massinhas parecidas com micropanquecas para servir o caviar). O creme azedo colocado antes das ovas pode ser comprado pronto, na Casa Santa Luzia, ou feito facilmente em casa. Cecília bateu bem uma xícara de creme de leite fresco, uma colher de sopa de suco de limão e uma pitada de sal. Ficou ótimo e quebrou bem o sabor do peixe, especialmente no caso do salmão.


Durante o preparo de nosso projeto Veuve, confesso que vibramos como crianças que ganharam uma bicicleta no Natal. O investimento daria mesmo para comprar uma bicicleta, mas não é um desejo impossível. Com um pouco de poupança gastronômica e algumas substituições você tem um gostinho de glamour.


Ah sim… o champagne com seu aroma de fermento, seu fino perlage e sabor suave mostrou que a tradição do caviar tem muito valor. A experiência também comprova que a melhor harmonização é brindar com pessoas queridas.

Anúncios

2 Responses to “Que tudo se realize…”

  1. Marcela Says:

    mega chique, adoro essas comidas que falam por si! o que mais a gente precisa para ser feliz? outro dia fui no Santa Luzia e fiquei parada em frente a geladeira que guarda salmão defumados, hadocks e afins e cheguei a conclusão de que a felicidade para mim se resume a uma torrada de pumpernikel com salmão defumado e creme azedo!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: