Espetinhos do Mao

outubro 13, 2008

*Por Eugene Pierrobon


Uma vez na China você se depara, a cada e-mail recebido ou a cada telefonema para o Brasil, com a seguinte pergunta: “E aí, já comeu escorpião?”

Bom, passei cerca de 40 dias em Pequim ouvindo esta pergunta, mas deixei para provar as iguarias locais quando não precisava mais trabalhar e qualquer reação aos pratos chineses poderia ser combatida no apartamento e não no IBC.

Para provar escorpiões, cigarras, cavalos-marinhos, estrelas do mar, salamandras e outros pratos típicos em Pequim, você deve se dirigir ao bairro de Wang Fu Jing. Lá estão shoppings e lojas de grifes e duas “feiras” com barraquinhas espalhadas com toneladas de insetos, moluscos etc.

A primeira feira é bem limpa, com todas as barraquinhas iguais e muito organizada. A segunda fica em um gueto, com boxes tipo mercado de peixe, muita gente, muita sujeira, mesinhas em alguns quiosques e um ar decadente. O ar decadente e a enorme quantidade de chineses espelhados nos corredores com vários espetos nas mãos foram determinantes para a escolha da segunda opção. Queria uma experiência mais “roots”.

O box escolhido ficava no fim do corredor e ganhou a concorrência porque os escorpiões eram “frescos” – eles eram colocados vivos no espeto e ficavam mexendo as pernas antes de serem fritos em um óleo que Mao deve ter trazido no fim da grande marcha.

Depois de pagar cerca de 3 reais por quatro bichinhos, uma vez fritos e crocantes no espeto, não tem volta. Confesso que a primeira mastigada é estranha (principalmente pelo nojo). Depois, o primeiro sabor que você sente é de pimenta, o segundo e o terceiro também. Como quase tudo na China, o gosto predominante é de pimenta mesmo.

Para mim, o espetinho de escorpião é bem próximo do espetinho de camarão frito devorado em qualquer praia do Brasil. A gente morre de medo de escorpião, mas come em qualquer lugar aquele camarãozinho. Na boa, dá para passar a tarde batendo papo acompanhado de uma bela porção de escorpiões com uma Tsingtao gelada. Vale a pena!

*Eugene é jornalista da área de esportes, esteve em Pequim ralando na Olimpíada e se aventurou em uma nova modalidade gastronômica.

Anúncios

2 Responses to “Espetinhos do Mao”

  1. Bruna Says:

    Nojento! Como alguém come isso? Que fotos horríveis, me tiraram a fome

    Curtir


  2. Pois é Bruna, mas para os chineses é uma delícia. E o Eugene garante que com cerveja parece até camarão. E não precisamos ir tão longe não para ver iguarias bizarras. Aqui no Brasil mesmo, a saúva frita é muito apreciada em algumas regiões. Abra sua mente… e seu apetite! Abraços, Dani Braun

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: