Fast food à francesa

fevereiro 28, 2007

Por Alê Scaglia, de Paris*

grego1300.jpg

Viajar para fora do País é, além de um exercício gastronômico, fonte de uma verdadeira ginástica financeira. Para cada refeição mais ajeitada, é bom ser contido e trocar um almoço por um sanduíche; para cada garrafa de vinho, um suquinho comprado no supermercado é necessário. Pelo menos comigo é assim…

Enfim, em um recente périplo por terras estrangeiras fiz as minhas ginásticas. Em Paris, por exemplo, encarei um gyro pita, o bem conhecido de todos nós (pelo menos já visto, vai) churrasquinho grego. E devo confessar que não me arrependi! Por 5,60 euros comi um sanduba bacana, com fritas e acompanhado de uma cerveja chamada, vejam vocês, Zorbas!

grego2300.jpg

O gyro, pelo menos na França, é feito com carne de frango e de porco e servido com um molho à base de maionese, alface picado, tomate e batatas-fritas. Tudo dentro do mesmo pão. É quase uma maratona da gula. O pão você pode escolher: baguete, pão sírio (pyta) e uma terceira opção que não identifiquei direito.

Onde encontrar? Em praticamente cada esquina tem um. Divirta-se.

P.S.1: A fome era tanta que eu preciso confessar que não deu tempo de fazer foto. Desculpa aê, galera! Mas como existe o Google, essas fotos foram tiradas do site Parisit para pelo menos ilustrar o post.

P.S.2: No Brasil, já tive o desprazer de encarar um churrasquinho grego, pelo amor à profissão, é bom que se diga. Na época da faculdade estava de câmera em uma videoreportagem que mostrava os bastidores de um vendedor da “iguaria” no Largo do Batata. O ambiente de produção até era limpo, mas as carnes utilizadas não eram nada apetitosas – só cortes cheios de sebo, uma coisa horrível. Parece, no entanto, que nos Jardins há um boteco que vem fazendo churrasquinho grego com qualidade. Prometo me informar, provar e contar!

*Alexandre Scaglia é jornalista e grande companheiro nas descobertas do Braun Café. Se empolgou na Europa e voltou cheio de dicas da viagem ao estrangeiro. Manda bala Alê!

Anúncios

One Response to “Fast food à francesa”

  1. brauncafe Says:

    Comentários feitos no toast original do Brauncafe.zip.net:

    [Edson] [edsonjr_goiano@hotmail.com]
    hauhauhau…. adoro Kebab…. sempre mato um quando saio da balada aqui em Lyon… mto boa dica Alê!….
    13/03/2007 13:13

    [renata] [renatamesquita@gmail.com] [remesquita.blogspot.com]
    Alê, no México o churrasquinho grego se chama pastorinho e é sucesso total. Sequinho, lembra muito o sanduíche de lagarto e é servido como recheio de tacos, com uma espécie de vinagrete (não me lembro direito, mas era mais uma mistura de pimentões, cebola e coentro). Muito bom. Adorei suas dicas superchiques.
    08/03/2007 19:56

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: