Kebabeando

junho 15, 2008

Quando se fala em lanche barato na Europa, a pedida é o kebab, sanduíche de origem turca feito com fatias de carne de cordeiro assadas em camadas em um espeto vertical, parecido (só no visual) com o espeto do ‘churrasquinho grego’ do centro de São Paulo. O recheio pode ser de cordeiro, falafel, kafta, frango, carne bovina etc., tomate, alface, cebola e molho tahine, ou picles, cebolinha e hortelã, dependendo da criatividade do lugar.

Já falamos do kebab de Londres, ano passado, aqui no Braun Café, mas agora não é preciso ir tão longe. Em pouco mais de um ano, a capital paulista já aderiu às kebaberias.

Quem sai do cinema perto da Rua Augusta, ou está perambulando pela região, por exemplo, encontra duas opções. Minha dica é o Kebabel, um misto de kebaberia e bar onde estive duas vezes provando ótimos kekabs de kafta e de cordeiro (folhas de hortelã dão um toque especial).

O preço dos kebabs (10 a 13 reais) é convidativo assim como o ambiente charmoso (repare no lustre de cristal com talheres pendurados e nos quadrinhos de Adão e Eva de Goya no banheiro todo forrado com um vibrante papel de parede).

O lugar tem poucas mesas e um pequeno balcão, mas por volta das 20h do sábado e à meia noite de uma sexta-feira consegui me sentar para tomar uma Original gelada, comer um kebab e experimentar uma cerveja mineira. Entre variações importadas, além das argentinas e alemãs – cervejas da Grécia, Austrália e Turquia, por exemplo – a Backer, produzida na terra da cachaça, foi uma refrescante surpresa (experimente a de trigo).

Além dos tradicionais sandubas você pode apostar nas porções do Kebabel. O homus com pão sírio (metade torrado e metade ao natural) estava no ponto. Ainda há opções de falafel e couve-flor à milanesa (!) para os botequeiros vegetarianos.

Também consegui finalmente conhecer o Kebab Salonu, na Rua Augusta, mas o kebab ficou aquém da expectativa. O sanduba é maior e mais caro (18 reais o de kafta) do que o do vizinho, mas o recheio é mais farto só na salada. Além disso, a kafta estava pouco saborosa e pra lá de bem passada. Uma pena. Para consolar, meu mate batido com tangerina estava gostoso e ainda não provei o café turco.

Ronaldo, fã das kebaberias, teve mais sorte com a porção de falafel quando esteve no Salonu. Ele também indicou o Pita – Kebab Bar, em Pinheiros, como a próxima parada para kebabear, em São Paulo.

Kebabel – Rua Fernando Albuquerque, 22, Consolação. Tel: (11) 3259-1805

Pita – Kebab Bar – Rua Francisco Leitão, 282, Pinheitros. Tel: (11) 3368-2856

Anúncios

10 Responses to “Kebabeando”

  1. Ana S. Says:

    Olá!
    Nossa! coincidência ler este post e justo neste final de semana estive no kebab salonu, o da augusta! Nossa, acho que vc teve azar! O meu sanduíche estava maravilhoso, muito saboroso. E meu namorado pediu um dos pratos que veio super gostoso, bonito.. 🙂
    E, na verdade, acho que é bem melhor que os outros que experimentei, pela qualidade dos ingredientes e fartura…
    abraços, ana.

    Curtir

  2. Carlos Says:

    Oiê!

    O Kebab Solonu, pra mim, é o mais saboroso dos Kabab’s aqui de Sampa. Acho que deu azar, tente novamente. Outra dica é o Kebaberia, http://www.kebaberia.com.br/, no Itaim na Rua Dr. Renato Paes de Barros, 777. Com ares de fast food, poucas mesas no andar de cima e balcões enormes embaixo. Vale a visita!

    O Pita-Kebab bar é bom, mas… Não vá de sábado! Ou melhor, tente horários “esquisitos”, pois o ambiente é pequeno e acaba se tornando desagradável saborear o excelente Kebab de lá quando está lotado.

    Outra lugar imperdível, agora um restaurante Turco (acho que o primeiro por aqui) é o Kosebasi, http://www.kosebasi.com.br/, uma rede de restaurantes da Turquia que chegou a pouco por aqui. Os funcionários, super atenciosos, na primeira visita explicam o funcionamento da casa e sugerem uma espécie de menu degustação de ítens que chegam à mesa, alem do buffet e da melhro parte: monte a sua salada. Só indo lá conferir! Fica no Shopping NaçÕes Unidas e tem acesso pelo Shopping D&D. Boa carta de vinhos. Essa casa só funciona no almoço, mas vale muito a pena!

    Abraços!

    Curtir

  3. Prensada Says:

    Pois eu não gostei nenhum pouco desse Kebab Salonu. Achei caro demais e o atendimento bem sofrível.

    Curtir

  4. Rodrigo Says:

    Olá Daniela,

    Sou Rodrigo, chef de cozinha do Kebab Salonu e se a Kafta chegou desta forma não poderia ter acontecido. Quando você vier experimentar nosso café turco, não esqueça de me chamar para te contar um pouco mais da casa.
    Abraço.

    Curtir

  5. Nina Says:

    Ainda não conheço nenhum desses locais. Vou anotar as dicas.
    tks.

    Curtir


  6. Oi Nina, tudo bem? Oba. Depois conte o que você achou dos Kebabs, ok? Obrigada pela visita. Abraço!

    Curtir


  7. Ana, tudo bem? Desculpe a dmeora para responder. Fico feliz que você tenha tido uma experiência boa no lugar. Acho que a cozinha de um restaurante não deve estar muito sujeita à sorte… Abraço e obrigada pela visita!

    Curtir


  8. Prensada, tudo bem? Deu uma ‘prensa’ no Salonu, mas não desista dos kebabs. Veja as dicas do pessoal e depois conte o que achou, ok? Abraço!

    Curtir


  9. Carlos, obrigada pelas ótimas dicas. Assim que fizer uma nova ronda pelos kebabs, vou contar no Braun Café. Abraço!

    Curtir


  10. Rodrigo,
    Muito obrigada por visitar o Braun Café e fazer sua ressalva. Sei que não é fácil, mas o objetivo do chef é manter o padrão de qualidade dos pratos. Acredito que os comentários tenham feito outros clientes mais felizes. Abraço!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: