A coxinha, a capirinha e tudo mais

maio 17, 2009

Capirinha de tangerina com pimenta rosa

Capirinha de tangerina com pimenta rosa

Se você gosta de coxinha alguém já deve ter lhe falado do Veloso Bar. Se gosta de caipirinha também já deve ter ouvido falar de lá. Se não ouviu, anote na agenda, chegue cedo e dedique algumas horas aos prazeres de um ótimo boteco.

O pequeno bar de esquina, no estilo dos botecos cariocas da década de 60, fica escondido em um tranquilo largo residencial atrás da caixa d água da Vila Mariana e serve deliciosas versões da água que passarinho não bebe, elaboradas pelo premiado barmen Souza.

A coxinha que derrete na boca e desafio a versão do Frangó

A coxinha que derrete na boca e desafio a versão do Frangó

Costumo ficar nas tulipas do bem tirado (e cuidado) chope Brahma, que vão embora como água, ou então tomar uma Norteña, mas não deixo de bebericar as caipirinhas dos amigos. As versões de tangerina com pimenta rosa, de jabuticaba e até da tradicional com limão – um dos segredos é retirar a parte branca do limão antes de amassar com açúcar – são excelentes.

Assim como as caipirinhas do Souza, a coxinha do Veloso desafiou a do Frangó, e já virou tradição em São Paulo. O salgado macio derrete na boca e vai direto ao que interessa: bastante recheio muito bem temperado. Ainda prefiro a versão crocante do Frangó, com o catupiry que explode na boca, mas a do Veloso é deliciosa.

Tulipa do bem cuidado chope Brahma

Tulipa de chope Brahma bem cuidado

O cardápio ainda oferece outras maravilhas como os canapés de filé à milanesa com queijo prato no pão de forma (não vai sobrar um), a carne louca (uma loucura…) e ótimos sandubas como o de rosbife com queijo no pão francês fresquinho, servido para aperitivo.

O Veloso faz tanto sucesso que ganhou um irmão ao lado, o Brasa Mora, especializado em carnes, onde você também pode pedir as coxinhas, as caipirinhas e tudo mais. O importante é chegar cedo para o happy hour ou apostar na feijoada aos sábados. Já ouvi falar que ela é ótima.

Veloso – Rua Conceição Veloso, 56 – Vila Mariana. Tel (11) 5572-0254.

Anúncios

8 Responses to “A coxinha, a capirinha e tudo mais”

  1. Jordana Says:

    A feijoada é absurda de boa!! Covardia essas fotos das coxinhas, hein? São 10h30 de segunda e eu já to com vontade de botecar de novo =P

    Curtir

  2. Kay Says:

    Meu, girl, quase fui no sábado à noite com o Mau. Mas passamos na frente e estava bem cheio, como estávamos cansados viemos pra casa…
    Ai que vontade, que arrependimento….
    beijão
    Kay

    Curtir

  3. Cris Sato Says:

    Dani,

    fui a um bar especializado em cervejas no sábado e queria compartilhar minhas impressões.

    O bar chama-se Melograno e fica na Aspicuelta,436. É um bar com ambiente aconchegante e um quintal com um pé de romã onde fica o forno de pizzas que produz os sanduíches oferecidos pela casa.

    A carta de cervejas é enorme, o serviço é atencioso e os sanduíches deliciosos. Fui com um grupo de amigos e tivemos a oportunidade de provar cervejas belgas, tchecas, austríacas, alemãs, e não somente das marcas mais conhecidas. E todas as cervejas servidas com seus respectivos copos.

    Em comparação com o Frangó, a vantagem do Melograno está no serviço mais bem cuidado e a presença de um mestre cervejeiro entre os sócios da casa. E como Eduardo Passarelli é gastrônomo e cervejeiro, temos sugestões de harmonizações de cervejas e sanduíches. Interessante, né?

    Adorei o local e pretendo voltar em breve. Nos dias 16, 18 e 21 de junho haverá um festival de cerveja Tcheca e quem participar poderá degustar as cervejas e goulash. Dê uma olhada no site deles.

    beijos!!!

    Curtir


    • Boa! O Melograno também está na minha lista. A gente tem um gosto bem parecido (rs). Sabe que voltei ao Mulligan? Foi uma delícia! E o atendimeto estava sensacional. Preciso fazer um ‘toast’ novo de lá. Beijos!

      Curtir

  4. Cris Sato Says:

    temos gostos parecidos hehehe, gostamos de coisas boas rs

    O Mulligan é uma delícia mesmo e eu também gostei muito do atendimento, voltarei mais vezes porque valeu a pena. Será que eles farão algo para o Bloomsday? Eu ainda não me aventurei a ler James Joyce, mas a data é uma boa desculpa para tomar uma Guinness, né? hihihi

    beijos

    Curtir


  5. […] o vilão Beber engorda. Um grama de álcool tem quatro calorias. Imagine uma caipirinha do Veloso (limão, cachaça + açúcar) e […]

    Curtir

  6. Carlos Gouveia Says:

    Olá Pessoal,

    Chamo-me Carlos, sou de Salvador. Tive a oportunidade de conhecer um Veloso em uma das últimas viagens que fiz a São Paulo e realmente o bar é muito bom. Algum de vocês poderiam me passar o segredo dessa coxinha e roska para eu tentar reproduzir aqui em casa para os amigos?? Grande abraço,

    Carlos

    Curtir


    • Carlos, tudo bem? Obrigada pela visita ao Braun Café. Eu também adoraria ter a receita da Coxinha do Veloso, mas eles tentam manter em segredo… Aqui nesta reportagem da Folha de S. Paulo (http://bit.ly/7u3Guq) dá para pegar algumas dicas como a farinha de rosca feita com pão italiano que empana o quitute. Abraço, Dani Braun

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: