As tartes de aspargos com parma, shitake com queijo de cabra e outros sabores da Depois de Paris.

Depois de Paris propões comida com afeto. Em destaque, a tarte de aspargos com parma

Há um ano, a Karina Gentile, minha amiga Kay, decidiu seguir seu coração e criou a Depois de Paris, que oferece tartes, quiches, muffins, brownies e outras delícias por encomenda. A inspiração veio depois de uma viagem à cidade luz, com a família, e do encanto pelas tartes, as tortas abertas francesas.

Tartes têm ingredientes orgânicos e opção de massa integral, em 3 tamanhos: indivisual, médio e grande

Ingredientes orgânicos e opção de massa integral em 3 tamanhos: individual, médio e grande

A Kay é designer, mas sempre amou cozinhar e faz isso muito bem. Nas tardes de papos com ela e, rapidinho, saía um fettuccine Alfredo, um risoto ou uma sopinha de grão de bico. Simples e reconfortante. É aquela comida que te dava um abraço, sabe? Com a Depois de Paris, não foi diferente. Seu lema: “Pra gente, gourmet é afeto”.

Os maravilhosos muffins de escarola (muito fofos e bem recheados) têm versão com bacon

O maravilhoso muffin de escarola (grande, fofinho e bem recheado) têm versão com bacon

Me lembro também da primeira vez que provei as tartes, no ano passado. A Kay tinha feito pesquisas, cursos técnicos, criado um conceito e montado uma cozinha pró em casa. E lá estava a mesa cheirosa e colorida com tartes de aspargos com parma, de queijo de cabra com shitake e de espinafre. Fiquei impressionada com a consistência, macia, com o recheio farto e o equilíbrio de sabores.

Tarte de espinafre. Massa macia, com recheio farto e saboroso

Tarte de espinafre: macia com recheio farto e muito saboroso

Karina tem princípios. Todos os ingredientes são orgânicos e de fornecedores selecionados. O queijo que recheia o bolo salgado com presunto e tomate, por exemplo, vem de um fornecedor do Mercado Municipal e este fornecedor será. Ela tem opção de massa integral (muito boa), mas não dispensa glúten ou latose. O muffin de escarola (fofinho e bem recheado) também tem versão com bacon. Gosto de princípios.

Torta Marguerita com tomates e queijo, também faz sucesso.

Torta Marguerita: combinação perfeita de tomates e queijo

Ainda não provei todos os quitutes – tem uma Quiche Lorraine me esperando para hoje à noite. Oba -, mas a tarte de espinafre é um destaque, na minha opinião. Muito bem recheada, leve e saborosa. Outro sucesso é a Margherita, de tomates e queijo, feita a pedido do marido Maurício, o Mau. Legal ver o efeito de um bom trabalho com ingredientes simples e de qualidade. E ainda por cima é saudável.

O 'brownie da Sabine': massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O ‘brownie da Sabine’: massa com chocolate belga e os tradicionais pedaços de chocolate branco

O cardápio também tem doces como o cheesecake com frutas vermelhas e o brownie da Sabine, irmã da Kay. Esse clássico, eu conheci há uns 20 anos, quando papeava na cozinha com os Gentile, enquanto a Sabine cortava o chocolate branco que dá o toque no meio da massa. A Depois de Paris resgata a receita com fidelidade e belos pedaços de chocolate branco. É só alegria.

EmbalagemDepois
A Depois de Paris entrega em diversos bairros de São Paulo e está sempre conectada. No Facebook, no Instagram  e no site você pode fazer pedidos, ver os locais de entrega e o cardápio completo, com os preços (a torta média custa R$ 55 e dá para quatro pessoas enquanto o ‘super’ muffin sai por R$ 12 a unidade). Espero que você experimente e se emocione como eu.

Depois de Paris
Facebook: https://www.facebook.com/depoisdeparis
Instagram: @depoisdeparis
Site: http://www.depoisdeparis.com.br/


IMG_4447
Essa dica preciosa da amiga Kay Gentile vai para quem gosta de ovo pochê prático e sem erro. Em uma tarde que passamos juntas, enquanto preparava as maravilhosas tartes da Depois de Paris, Kay compartilhou comigo essa técnica das trouxinhas que aprendeu na cozinha do Senac. É só alegria. Vamos nessa:

IMG_4437
Forre uma xícara de chá com uma folha de papel filme, deixando sobrar um pouco nas bordas. O papel filme gruda mesmo na xícara, mas vá com jeitinho, que vai dar certo.

Unte o papel filme na xícara com algumas gotinhas de azeite (ou com manteiga em temperatura ambiente, se preferir).

IMG_4444
Quebre o ovo na xícara e tempere com sal. Pimenta do reino moída na hora e ervas também vão bem.

IMG_4441
Junte as pontas do plástico filme, dê uma voltinha para fechar bem a trouxinha e amarre com um filete de papel filme.

IMG_4443
O legal dessa técnica é que você pode preparar vários pochês de uma vez só. “É assim que  as cozinhas profissionais fazem na hora do brunch”, conta Kay.

IMG_4446
Em uma panela com água fervente (não precisa de vinagre), deposite cuidadosamente a trouxinha, deixando a ponta do plástico filme para fora, na lateral da panela.

Após quatro minutos de fervura, retire a trouxinha da água e a coloque sobre uma colher para ajudar a servir.

Corte a ponta do saquinho com cuidado e coloque seu pochê delicadamente sobre uma torrada ou um prato de lentilha cozida, ou molho de tomates frescos, bacon crocante… hummm… e seja feliz!

%d blogueiros gostam disto: