Sunomono com lulas, sashimis de anchova negra defumada, atum, lula e polvo

Há muito tempo, o Uo Katsu deixou de vender peixes e frutos do mar para virar sushi bar, mas ainda é conhecido como ‘peixaria’ pelos clientes que lotam suas mesas comunitárias pelo frescor e a variedade dos produtos bem preparados.

Estive por lá no último sábado às 12h com o mestre Edgar Kanamaru em mais um momento de sabedoria gastronômica depois da aula no Miyabi. O ideal é chegar cedo para não ter de pegar uma senha de espera.

Pargo perfeito na 'ex-peixaria' que atrai clientes pela variedade e pelo frescor

No ambiente muito limpo, simples e claro, os clientes compartilham longas mesas comunitárias ou podem escolher o pequeno balcão de quatro lugares. Edgar e eu ficamos por lá em frente às vitrines de variados peixes prontos para o sashimi e de sushis já preparados para um dia de movimento.

Os sashimis são oferecidos por quilo – 100 gramas rendem de dez a 12 fatias de peixe e os preços variam de R$ 6 a sardinha a R$ 22 o atum ‘toro’, mas a média fica em torno de R$ 12. O ideal é pedir 50 gramas (seis fatias) para ter mais variedade à mesa.

Sashimi por quilo (100 gramas variam de R$ 6 a sardinha a R$ 22 o atum gordo 'toro') - 50 gramas rendem 6 fatias de sashimi, em média

Provamos o delicioso sashimi de anchova negra defumada, que eu não cansaria de repetir, sashimis de lula (um pouco viscosa, mas de sabor interessante e leve), polvo (ok), atum (macio e saboroso). Seguimos a recomendação da casa pedindo 50 gramas de pargo, que estava delicioso. Edgar conta que o pargo é embalado em gase e levemente escaldado para ter mais maciez. No Uo Katsu, o resultado é perfeito.

Tentações do balcão: ao fundo o saboroso sushi de shimeji e salmão

Na sequência, os sushis. Muitos deles já estão prontinhos no balcão e são servidos em porções de dois ou quatro. Escolhemos o uramaki de marisco (sou fã de marisco e gostei bastante), sushi de arroz temperado com salmão e ovas de salmão (explosão de sabor), de atum ‘tartar’ com um toque de maionese, cebolinha e ovas de peixe voador (meu favorito), o lindo ‘buquê’ de shimeji envolvido em salmão e alga, e finalmente o sensacional sushi de sardinha (o sabor do peixe em leve conserva casa muito bem com o sabor adocicado do arroz) com toque de gengibre moído e cebolinha.

Uramaki de marisco, susho de arroz temperado com ovas de salmão, sushi de atum com ovas de peixe voador e sardinha

O sushi de sardinha mereceu um ‘repeat’, acompanhado de um clássico da culinária japonesa:  sushi de ovas de ouriço do mar (uni) com lula (ika) crua fatiada. A iguaria chamada Ika-uni é só para iniciados. Como não sou chegada no sabor forte do uni e em comidas muito gosmentas (quiabo, por exemplo, só como se for bem frito) foi uma prova ‘no limite’. Valeu a experiência, comi tudo direitinho (rs), mas não vou pedir ‘bis’.

Sushi de sardinha em leve conserva com gengibre e o desafio: ovas de ouriço (uni) com lula (ika)

Depois de ouvir os atendentes cantarem tantas vezes o pedido, não resisti a uma ostra e me dei bem. Assim como todos os produtos da casa, o molusco estava fresco, saboroso e foi devorado rapidamente com limão e um toque de shoyu. Para fechar o banquete pedimos o doce sushi de unagi (enguia) com bastante molho tarê, embora eu ainda prefira os salgados.

Ostra deliciosamente fresca saboreada com limão e uma gota de shoyu

A conta pode parecer salgada (R$ 77 por pessoa), mas é um preço muito justo para a quantidade e a variedade de iguarias  que provamos. A casa ainda oferece grelhados e faltou provar a vieira, mas certamente não faltarão oportunidades de voltar.

Ambiente simples e limpo tem longa mesas comunitárias. Vale chegar cedo para não pegar a senha de espera

Vale lembrar que a ‘peixaria’ só aceita Visa, cheque ou dinheiro. Na hora do pagamento, a gerente grita “caixinha!” e a equipe responde “obrigado!”. Eu é que agradeço.

Uo Katsu Sushi Bar – Rua Manoel da Nóbrega, 1.180 – Paraíso – São Paulo (SP). Tel.: (11) 3887-9426
Aceita cartão Visa, cheque ou dinheiro. Horários: Terça a sexta das 10h às 18h. Sábado das 10h às 16h.

%d blogueiros gostam disto: