Verona corteja os visitantes pelo paladar

julho 31, 2011

Ristorante Greppia em um dos becos românticos de Verona

Ao passear por Verona, o viajante compreende o que levou Shakespeare a se inspirar na romântica cidade ao Norte da Itália para situar a peça Romeu e Julieta. A ‘goiabada com queijo’ deve ser invenção nossa mesmo, mas outras inúmeras delícias do Vêneto cortejam os visitantes.

Passeando pelo Corso Porta Borsari, uma das principais ruas da cidade, é impossível deixar de admirar vitrines de pasticcerias e bares de vinhos seculares. Isso sem contar a sorte de charmosos restaurantes escondidos como romances secretos em cada canto da cidade.

"Cartas (de vinhos) para Julieta": Ecoteca Segreta é um convite à degustação de sabores do Vêneto

A culinária local também é caracterizada por pratos com polenta, radicchio, flor de abobrinha (o legume supremo) e carne de cavalo, que me aventurei a provar no recomendado Ristorante Greppia.

Em uma tarde chuvosa, cheguei cedo para o almoço em uma belíssima viela, no centrinho de Verona. Logo ali também está a Enoteca Segreta, um lugar incrível para degustar os excelentes vinhos da região. Seria um programa perfeito após um show na arena de Verona, o ‘mini Coliseu’ da cidade.  A temporada de ópera na arena romana vai de meados de junho a 3 de setembro. Já pensou?

Entrada, 'coperto' e uma taça de bom Valpolicella da casa

No Greppia pedi uma taça de bom Valpolicella da casa (3 euros), provei os pãezinhos do couvert (3 euros) e aproveitei a entrada para matar a curiosidade: sfilacci cavallo (salada de carne de cavalo finamente desfiada com lascas de parmesão e rúcula – 8 euros). O sabor é ótimo e bem similar ao de carne de boi. Pode ser uma boa ideia para tentar reproduzir em casa, com carne louca, talvez.

Sfilacci Cavallo - carne de cavalo (tradição da culinária de Verona) cozida e desfiada com rúcula e lascas de parmesão

Para o principal, escolhi uma massa (o ‘primi piatti’): nhoque de batata ao molho branco de mascarpone (o queijo ‘mágico’) e radicchio, que apreciei lentamente com o vinho e meia garrafa de água mineral. A conta saiu 24 euros. Barato não é, mas foi um almoço delicioso, para guardar de recordação. E estou certa de que um restaurante equivalente em São Paulo seria muitas vezes mais caro.  Saudade da Itália…

Nhoque de batata ao molho de mascarpone e radicchio

Provei a polenta assada com bacalhau à vicentina (12 euros), outro prato típico da região, no ristorante S. Eufemia. Estava bacana, mas nada de outro mundo. Já o aromático vinho Bianco di Custoza, que acompanhou o jantar (10 euros meia garrafa), foi inesquecível.

Baccalà alla vicentina con polenta do S. Eufemia

Em uma pausa para o lanche provei um ótimo crepe de espinafre no La Batida, acompanhado de suco de laranja natural. O pequeno café, próximo à suposta casa de Julieta, é uma ótima pausa para um lanche ou ‘gelatto’ em Verona.

Delicioso Bianco di Custoza, da Azienda Agricola Cavalchina

Fiquei sonhando com um spaghetti ao vôngoli e flor de abobrinha que vi no menu da Osteria Sgarzarie, em uma das travessas de Verona. Infelizmente ficou só no amor platônico.

Ótimos crepes de presunto speck (ao fundo) e espinafre com gorgonzola no La Batida

Ristorante Greppia

Vicolo Samaritana, 3 – Verona, Itália
Tel.: 00 39 045 800-4577

Enoteca Segreta
Tel.: 00 39 045
Vicolo Samaritana, 10 – Verona, Itália
Tel.: 00 30 045 801-5824

Ristorante S. Eufemia
Via Emilei, 21/b – Verona, Itália
Tel.: 045 800-6865

Osteria Sgarzarie
Corte Sgarzarie, 14/A (Travessa do Corso Porta Borsari) – Verona, Itália
Tel.: 045 800-0312 / Cel.: 339 443-4208
E-mail: osteriasgarzarie@alice.it

La Batida
Via Capello, 4 – Verona, Itália
Tel.: 045 801-2188

5 Responses to “Verona corteja os visitantes pelo paladar”


  1. Pareceu uma verdadeira delícia. E eu ainda não almocei. Aliás, nem preparei nada ainda. Atiçou minha fome, D. Dani.

    Curtir


  2. Eu já estava com saudades dos “posts italianos” do Braun Café. Essa vielinha é um charme! Congrats, Dani! 😉

    Curtir

  3. Cris Sato Says:

    Oi, Dani

    ai que delícias de toasts!!! Que viagem que vc fez, hein?

    o único problema de ficar lendo todos eles é que dá uma fome!!! hehehe

    beijo!!
    Ah, fui conhecer o novo AK e comi um risoto de cogumelos que estava fab. Meus amigos foram de nhoque de berinjela e varenike, mas meu risoto ganhou de todos!! 🙂
    O lugar ficou bem bonito, todo térreo, com mesinhas em um deque na frente do restaurante. O serviço continua um primor, o rapaz que nos atendeu foi nota 100 e a noite foi um sucesso!

    Curtir


    • Hahaha!!! É verdade Cris… eu também fico com fome e com saudade dos sabores de lá. Na correria não consegui subir outro post este fim de semana, mas em breve teremos Veneza e Milão, encerrando as memórias da viagem. E o AK novo está um sucesso hein? Preciso muito conhecer. Beijocas!

      Curtir


Deixe uma resposta para Marcelo Volpato Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: